Distrital pode ter caído em golpe

0
7

Roberio e Vigilante

 

 

 

 

 

 

 

Por Elton Santos

A briga entre a turma dos deputados Chico Vigilante (PT) e Robério Negreiros (PSDB) ganha um novo capítulo. E como não poderia fugir à regra, os motivos são a Brasfort – cuja empresa é da família do tucano – e os vigilantes.

Na manhã desta sexta-feira, 1º, o deputado Vigilante foi procurado por um funcionário da Brasfort alegando que seria demitido, mesmo estando em licença médica (veja aqui). O deputado também foi informado de que outras pessoas passavam pelo mesmo problema.

O petista, representante do sindicato da categoria na Câmara Legislativa, o recebeu, conferiu seus documentos que “comprovavam” sua limitação de saúde. E acabou divulgando o caso. Disse, inclusive, que levaria ao Ministério público.

Porém, pouco (pouquíssimo) tempo depois, o deputado petista foi alertado para a farsa da denúncia do vigilante e de seus documentos, ditos comprobatórios.

Chico Vigilante recuou. E tentou explicar nos grupos de whatsapp. Segundo ele, realmente havia mais de 20 pessoas com o problema. E sobre o rapaz que denunciou, o petista disse que o viu de perto. Todos os documentos, segundo o deputado, serão levados para a perícia para constatar sua veracidade ou não.

Rapidamente espalhou-se nas redes sociais comentários de outros vigilantes. E de acordo com as conversas, o rapaz que fez a denúncia ao deputado Vigilante seria um mal profissional.

Robério Negreiros também se manifestou apontando o caso como armação. O tucano chegou a mencionar as conversas e comentários de outros vigilantes criticando o colega.

Farsa ou não, o caso Brasfort x vigilantes mostra claramente a guerra que provoca dentro da Câmara. Negreiros e Vigilante, constantemente, são pegos brigando em grupos de whatsapp. Essa só foi mais uma.

 

Fonte: Guardian DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui