Efeitos do horário de verão

0
13

Dicas para enfrentar a mudança

 

Neste domingo, 20, começou mais um horário de verão e com ele os efeitos relacionados aos sintomas de uma noite mal dormida. À meia noite de sábado para domingo, os relógios devem ser adiantados em uma hora no Distrito Federal e em dez estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. 

Em geral, especialmente no início da mudança, as pessoas passam por uma fase de adaptação de horários que reduz a quantidade de sono. “Usualmente a pessoa apresenta cansaço, queda no rendimento intelectual, alteração de humor e, em prazo maior, se mantido, predispõe-se a diversos agravos à saúde como transtornos do humor”, explica o médico do Ambulatório de Sono do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), Vitor Codeço.

Segundo o especialista, a forma mais prática para se adaptar à mudança é acordar progressivamente mais cedo, 15 minutos, de três em três dias, antes do início do horário de verão, até atingir 60 minutos na transição do horário antigo para o novo.

“Para ter um bom dia é fundamental ter uma boa noite de sono e por isso devemos ter uma rotina, uma educação em sono”, afirma o médico.

As pessoas que têm dificuldades para dormir devem seguir os dez mandamentos em sono, de acordo com o especialista. São eles:
1- Manter regularidade nos horários de dormir;
2- Evitar ingerir alimentos, medicações e drogas estimulantes próximas ao horário de dormir (cafeína, descongestionantes, tabagismo);
3- Evitar consumo de álcool próximo ao horário de dormir;
4- Reservar a cama para dormir (não ler, trabalhar ou assistir TV na cama);
5- Evitar exercícios físicos vigorosos próximos ao horário de dormir;
6- Evitar mudar radicalmente os horários de dormir e acordar no final de semana;
7- Manter o ambiente do quarto com temperatura adequada e sem poluição sonora;
8- Investir em um colchão e travesseiros de qualidade, adequados para o seu corpo;
9- Cochilos diurnos devem ter no máximo 40 minutos, e não devem ser feitos por pessoas com dificuldade para dormir à noite;
10- Evitar assistir programas violentos ou excessivamente estimulantes próximo ao horário de dormir

O horário de verão vai até o dia 16 de fevereiro de 2014, com o objetivo de aproveitar os dias mais longos, com mais tempo de iluminação solar, para diminuir o consumo de energia elétrica no horário de pico, que vai das 18h às 21h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui