Eleição quente no Iate Clube

0
11

Da Redação
redacao@jornaldebrasilia.com.br

A escolha do novo comodoro do Iate Clube de Brasília está mais quente e acirrada. Em toda a história da entidade, esta promete ser a eleição de melhor e maior nível. Quatro chapas concorrem: Novos Tempos; Sou mais Iate; Iate é Você 500; e Rumo Certo 600.

 

Hoje, há divergências entre o que o novo grupo propõe e o que a atual administração pratica. Entre as inovações apresentadas está a proposta de transparência no uso dos recursos que são arrecadados pelos sócios, por meio de prestação de contas. A expectativa é fazer auditoria permanente em cada gasto público. Defende-se uma auditoria anual. Isso seria instrumento, inclusive, de correção de rumo a tempo de evitar erros mais graves.

 

Uma média de 45% da receita do Iate Clube vem de rendas de sessão de uso, do posto de combustíveis e festas. “O sistema de controle de arrecadação precisa ser aprimorado”, observa o candidato a comodoro da Novos Tempos, Edison Garcia. Um dos pontos mais polêmicos da atual administração é a concentração de contratos e situações mal explicadas, como o caso do desvio de R$ 279 mil da arrecadação do posto de combustíveis no balancete de outubro do ano passado. Uma ocorrência policial foi registrada, mas, segundo Garcia, não houve retorno sobre culpados.

 

Transparência

 

Garcia ressalta que prestação de contas, transparência e informação são coincidentes em um clube social pulverizado. “Nos últimos três processos licitatórios de obras no clube já em andamento, orçadas em quase R$ 3 milhões, o segundo e o terceiro concorrentes são os mesmos. Isso chama atenção para que talvez não tenha ocorrido uma gestão adequada do certame”, ressalta.

 

Ele avalia que quando há concentração de contratos nas mãos de mesmas empresas que não têm tradição ou apresentam dificuldade, há interrupção de projetos, colocando em risco obras em andamento. Por isso, a intenção é que o Iate volte a ser como antes da atual gestão, quando havia uma diretoria de engenharia que fazia todas as obras com pessoal próprio. Era um núcleo permanente.

 

Projetos para todos

 

A chapa Novos Tempos pretende cuidar do clube a partir da base infantil. O foco é preparar a personalidade das crianças por meio da formação do esporte individual. Após o preparo da formação o adolescente pode passar para a fase denominada a formação de atletas. Ainda com foco infantil, pretende-se dar apoio psicopedagógico, expressão artística e apresentação de teatro infantil, no denominado Ciate.

 

Além do investimento no esporte, duas novidades devem ser introduzidas pela chapa no clube: o Iate Jovem, que prevê a criação de uma vice-diretoria jovem e retomada de eventos; e o Iate Mulher, com a introdução da vice-diretoria da mulher e a criação de diversos programas voltados a esse público.

 

Outro ponto que pretende ser abordado é o Iate Sustentável que prevê, entre outras coisas, preservar áreas verdes remanescentes do clube e implementar educação ambiental. Também está previsto a ampliação dos centros de estudos, biblioteca digital e informática, no Iate Educação.

 

Melhorar o nível

 

O candidato ao conselho pela chapa 600, Ronaldo Monte Rosa, destaca que a intenção é melhorar o nível de serviços prestados aos associados.

 

O Jornal de Brasília entrou em contato com a assessoria de imprensa da atual comodoria do clube, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui