ELEIÇÕES INDIRETAS: SETE CHAPAS

0
8

A eleição indireta de governador do Distrito Federal, prevista para sábado na Câmara Legislativa, terá sete chapas concorrentes. A Mesa Diretora da Câmara decidiu flexibilizar as regras da eleição, depois de consultar o Tribunal Regional Eleitoral. Assim, serão aceitas as chapas que estiverem aptas a disputar as eleições de outubro deste ano.

Abriu-se mão de exigir um ano de filiação partidária ou seis meses de desincompatilizição de cargo público. Com isso, às 15h de sábado haverá eleição, prevendo-se votação em segundo turno nessa mesma tarde, no plenário da Câmara.

Há algumas dúvidas entre os votantes. A deputada petista Érika Kokai sofreu enfarte e está de licença médica até o dia 16, não se sabendo se poderá comparecer no dia 17. O deputado sem partido Geraldo Naves foi libertado ontem da Penitenciária da Papuda e ainda não tomou posse na Câmara (ele é suplente de Júnior Brunelli (PSC), que renunciou). Nesses dois casos, não cabe a participação de suplente.

Há ainda um caso constrangedor: a deputada Eurides Brito (PMDB), aquela da bolsa grande cheia de dinheiro, responde a processo de cassação na Câmara, mas está apta a votar.
As chapas que apresentaram toda a documentação necessária têm os seguintes candidatos a governador: Aguinaldo de Jesus (PRB), Luiz Filipe Coelho (PTB), Antonio Ibañez Ruiz (PT), Rogério Rosso (PMDB), José Messias de Souza (PC do B), Nilton Reis (PV) e Wilson Lima (PR).

Fonte: blog do Riella

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui