Em nota, Conselho Regional de Medicina do DF afirma ser contra o lockdown

0
24

O Conselho Regional de Medicina repudiou o lockdown no DF decretado na última sexta-feira (28) pelo governador Ibaneis Rocha (MDB).

“O CRM-DF é contra o lockdown como medida para controle de trasmissão da Sars-CoV-2”, diz o documento. A nota cita uma declaração do Dr. David Nabarro que afirma que o “lockdown salva vidas e faz os pobres muito mais pobres”.

A entidade afirmou que o Amazonas, Estado com o maior índice de isolamento social do Brasil, apresentou o maior número de internações e mortes por Covid-19 cerca de 30-45 dias após o primeiro lockdown, sendo ainda mais imediato, após o segundo, configurando mais uma evidência do fracasso dessas medidas extremas de restrição.

O Conselho Regional de Medicina lembrou ainda sobre o aumento da incidência de transtornos mentais, abuso do álcool e outras drogas durante o período de confinamento.

Confira a Nota do CRM-DF:

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui