EM QUADRO CONFUSO NO DF, RORIZ É FAVORITO

2
8
deu em o globo

Em quadro confuso no DF, Roriz é favorito

Apesar das denúncias contra suas gestões, ex-governador é nome forte para voltar ao cargo

Sem o governador José Roberto Arruda (sem partido) e o vice Paulo Octávio (DEM) na disputa pelo governo do DF, nas eleições de outubro, o ex-governador Joaquim Roriz (PSC), obrigado a desistir do mandato de senador para não ser cassado em 2007, é hoje o candidato com maiores chances de vitória.

O racha interno no PT regional entre as candidaturas do ex-ministro Agnelo Queiroz e do deputado federal Geraldo Magela, além da falta de candidatos do DEM e do PSDB, reforçam a vantagem de Roriz, nítid
a nas pesquisas mais recentes.

Roriz, segundo sua assessoria, está trabalhando intensamente e tem sido procurado por políticos dispostos a se coligar. De acordo com assessores, o mais provável neste momento é uma coligação com o PSDB, o que daria um palanque ao pré-candidato tucano à Presidência, o governador de São Paulo, José Serra.

A aliança estaria sendo articulada pela tucana Maria de Lourdes Abadia, que foi vice de Roriz e poderá disputar o Senado na mesma chapa.

Mesmo com várias denúncias de corrupção em suas gestões no Distrito Federal, onde já foi governador quatro vezes, Roriz, segundo seus aliados, não teme nova onda de denúncias. Durval Barbosa, autor das denúncias contra Arruda, é ex-assessor de Roriz e foi seu homem de confiança.

A confusa situação política local tem deixado os partidos atordoados; seus dirigentes adiam qualquer decisão. Ontem, Paulo Octávio confirmou que não será candidato ao governo, mas o DEM só decidirá em abril ou maio se terá candidato próprio ou se apoiará outro nome.

O DEM, segundo o secretário-geral do partido no DF, Flávio Couri, tem nomes para disputar a sucessão de Arruda, como o do secretário de Transportes, deputado federal Alberto Fraga, ou da deputada distrital Eliana Pedrosa.

— Quando abril chegar vamos decidir. O DEM pode, também, fazer alianças, exceto com Roriz — disse Couri.

No campo da oposição, o cenário também é de indefinição. O deputado federal Geraldo Magela (PT-DF), que se lançou candidato ao Senado quando o cenário ainda era o de uma disputa polarizada entre Arruda e Roriz, é agora apontado por parte dos petistas como melhor candidato do que Agnelo Queiroz, que trocou o PCdoB pelo PT para disputar o governo local.

Leia mais em O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui