Enquanto o cidadão não pode ter armas para se defender, Humberto Martins quer escolta armada para segurança pessoal de ministros do STJ

0
26

STF e o STJ não querem que o cidadão comum tenha direito ao porte e posse de armas para se defender dos bandidos que aterrorizam nossas cidades.  Mas os ministros do STF têm seguranças e bandido nenhum nem chega perto (a não ser Lula!).

E agora o presidente do STJ, ministro Humberto Martins decidiu gastar R$53 milhões em escolta armada para segurança pessoal dos ministros!

Para “preservar a integridade” dos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a Corte vai abrir um edital de licitação, nesta segunda-feira (15/3), destinado à contratação de serviços na área de segurança pessoal privada armada. O valor do pregão é de R$ 53 milhões. Esse montante é superior ao último contrato do gênero, que chegou a R$ 28 milhões com aditivos.

Segundo o documento, as escoltas armadas serão direcionadas às cidades de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, para a segurança pessoal dos ministros e para a condução de veículos oficiais de representação e de transporte institucional. Absurdo!!!

“O brasileiro trabalha muito, paga altos impostos, não tem segurança pública de qualidade, não tem direito sequer de comprar spray de pimenta para se defender de bandidos e ainda é obrigado a assistir  dinheiro público indo pro ralo…

Esse país está mesmo precisando de gente com vergonha na cara para dar um basta à farra com o dinheiro que é do povo brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui