Entrevista | Marcos Dantas detalha ações realizadas para as cidades

0
6

Secretário, que passou a coordenar as administrações regionais em setembro, lançou programa de conservação e limpeza 

O secretário Marcos Dantas explica que o programa Cidades Limpas é um grande mutirão de serviços focado nas demandas que são levadas pela população aos administradores regionais. Trata-se de uma ferramenta de gestão que agiliza a prestação dos serviços. Antes, os administradores regionais tinham que procurar cada um dos órgãos do Governo de Brasília para solicitar as melhorias que necessitavam. A Secretaria das Cidades, explica Dantas, centraliza estas demandas e, em esquema de força-tarefa, são acionados os órgãos de governo para uma ação imediata. “Melhorando nossas cidades, estamos cuidando das pessoas”, afirma o secretário.

 

Quais foram as principais ações da Secretaria das Cidades neste ano?

A Secretaria das Cidades foi criada em setembro e, de lá para cá, já conseguimos desempenhar um grande trabalho, mostrando a importância de esta secretaria existir. Era preciso articular melhor as ações dos órgãos centrais do Governo de Brasília com os serviços prestados pelas administrações regionais. Em um primeiro momento, fizemos isso em caráter emergencial, coordenando a força-tarefa de auxílio às vítimas do temporal de Samambaia. Em seguida, lançamos o programa Cidades Limpas, para agilizar a prestação dos serviços de limpeza e conservação nas regiões administrativas.

 

Que inovação o programa Cidades Limpas trouxe?

O Cidades Limpas é um grande mutirão de serviços focado nas demandas que são levadas pela população aos administradores regionais. É uma ferramenta de gestão que agiliza a prestação dos serviços, pois antes os administradores regionais tinham que procurar cada um dos órgãos do Governo de Brasília para solicitar as melhorias que necessitavam. Agora, nós, Secretaria das Cidades, centralizamos estas demandas e, em esquema de força-tarefa, acionamos os órgãos de governo para uma ação imediata. Melhorando nossas cidades, estamos cuidando das pessoas.

 

Que tipo de serviços compõem o Cidades Limpas? Em que Cidades já esteve? Qual o calendário do ano que vem?

Fazemos ações diversas para a melhoria do ambiente urbano: retirada de entulho, reforço da sinalização de trânsito, poda de árvores, roçagem e capina, tapa-buracos, limpeza de rede de drenagem, pintura de meio-fio, substituição de lâmpadas queimadas… O tamanho de cada uma das frentes de trabalho que compõe a força-tarefa é dimensionado de acordo com as necessidades das administrações regionais. O programa foi lançado em novembro no Gama. Já levamos a força-tarefa para o Itapoã, o Paranoá e parte de Ceilândia. O programa continua no ano que vem, a partir da segunda quinzena de janeiro.

 

Além do Cidades Limpas, quais são as outras frentes de trabalho da Secretaria das Cidades?

dantas2A Secretaria tem a missão de mobilizar as administrações regionais para o engajamento nas políticas públicas do governo. Neste sentido, estamos participando do processo de implantação de uma agenda ambiental consistente, que colocará o Distrito Federal em outro patamar civilizatório. Esta agenda diz respeito a maneira como tratamos o lixo. Como parte do processo de fechamento do lixão da Estrutural, que hoje é o maior da América Latina, vamos exigir que os grandes geradores de lixo, como shopping centers e supermercados, se responsabilizem pelo lixo orgânico que produzem. Isso os obriga a produzir menos lixo e a fazer a separação, que é o ponta pé inicial para o processo de reciclagem. Isso também desonera o Estado. Estamos percorrendo às regiões administrativas para fazer este esclarecimento ao setor produtivo.

Outra frente de trabalho é a regularização das feiras do DF. Estamos trabalhando em um programa que buscará a requalificação das nossas feiras públicas, que são muito importantes para a vida social e cultural das nossas cidades. Neste projeto, que pretendemos lançar ainda no primeiro semestre de 2017, pretendemos dar maior segurança jurídica aos feirantes, proporcionar cursos de empreendedorismo e qualificação profissional e revitalizar os espaços onde as feiras estão instaladas.

 

O que o Governo está fazendo para melhorar a vida da população nas regiões administrativas?

Temos trabalhado intensamente para dar maior qualidade de vida à população. Isso se reflete em várias áreas, como por exemplo, a mobilidade – onde houve uma reconhecida melhoria do sistema de transporte público, com construções e reformas de terminais de ônibus e redimensionamento de linhas para atender melhor ao usuário.

Também se reflete nas grandes obras de infraestrutura que estamos fazendo no Sol Nascente, Buritizinho, Vicente Pires e no Condomínio Porto Rico. E nas diversas obras relacionadas ao esporte e ao lazer que entregamos, como, por exemplo, a pista de skate e o parque infantil de Samambaia, a pista de atletismo de São Sebastião, o centro de treinamento do Itapoã e do Paranoá.

As obras do Deck Sul, no Plano Piloto, serão entregues em breve, bem como novas áreas de lazer no parque Jardim Botânico. No início deste mês, também lançamos a consulta pública para que a comunidade decida como aproveitar o espaço às margens do Lago Paranoá. O estilo de vida dos moradores do Distrito Federal tem a ver com a prática de esportes ao ar livre, com os domingos aproveitados em espaços públicos. Estamos trabalhando para potencializar isso em todas as nossas cidades.

 

Fonte: Blog do Callado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui