ERRO DE PERCURSO

8
11

O reconhecido advogado que defende o governador de Brasília, Agnelo dos Santos Queiroz, dono de uma das maiores bancas que atuam na justiça brasileira, doutor Luiz Carlos Alcoforado, anda com a cabeça pesada da separação traumática da também reconhecida atriz e diretora de cinema , ex-miss  Pernambuco, e amiga íntima e confidente do também petista Paulo Tadeu, secretário do Governo do Distrito Federal, a modelo e dançarina Núbia Santana, protagonista no escândalo publicado na revista Veja, envolvendo verbas de patrocínio da Petrobrás.

Todos esses problemas que o ilustre Alcoforado vem passando nos últimos meses, resultou num descuido da defesa jurídica do processo de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA que o governador de Brasília, Agnelo Queiroz , responde oriundo dos Jogos do PAN AMERICANOS no Rio de Janeiro.

O descuido do advogado no trâmite do processo no Superior Tribunal de Justiça, patinou na hora do recurso. O equívoco aconteceu no prazo estabelecido em lei (agravo regimental), que é de cinco dias. O advogado, que deveria estar com sua cabeça ocupada com os problemas pessoais que vem enfrentando ultimamente, protocolou o pedido de reconsideração no dia 12 de julho, com a certeza de que o prazo, de 10 dias, se encerraria no dia 13.

Na verdade, o recurso deveria ser apresentado até o dia 08 de julho, cumprindo o trâmite legal do prazo de cinco dias, a partir da decisão do ministro Castro Meira proferida no dia 1 de julho, da qual o advogado de Agnelo se deu por intimado no mesmo dia.

O governador de Brasília Agnelo Queiroz ficou prejudicado, tendo seus bens bloqueados  ficando liberado somente o salário do mês e os proventos subseqüentes.

O descuido do advogado  repercutiu na mídia nacional através do furo de reportagem do Blog Edson Sombra. Alcoforado agora com a cabeça mais aliviada, procura o caminho do entendimento com o relator do processo  ministro Castro Meira.

Juristas apostam que o STJ vai devolver o processo para a juíza Maria Alice Paim Lyard, da 21ª Vara Federal do Rio de Janeiro, entendendo que o mesmo é de competência da Juiza.

O advogado saiu com a justificativa de que o recurso teria sido acatado através de liminar e que todos os bens do governador já estariam desbloqueados, mas que nenhum documento poderia ser apresentado porque o processo corre em sigilo. Este site, procurou o gari João da Costa Leitre, o “Milk, funcionário da empresa Delta que presta serviço ao GDF, e testou o acesso aos autos que estão digitalizados, apenas com o número do processo  0151514-28-2011.3.00.0000 Qualquer pessoa que tenha este número pode acessar os documentos no site do STJ.

É importante ressaltar que o deslize do renomado advogado, prejudicou profundamente a situação do governador de Brasília Agnelo Queiroz e mais seis pessoas que se encontram como réus desse processo.

Alcoforado espera resolver também a sua situação afetiva com a ex-mulher, Núbia Santana, que no momento desabafa no ombro do amigo íntimo e secretário de Governo do DF  Paulo Tadeu.

Fonte: Mino Pedrosa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui