ESCÂNDALO DA M BRASIL: DOAÇÃO LEGAL, MAS SUSPEITA…

17
9

DOAÇÃO SUSPEITA

O governo do DF já combinou o discurso sobre a nebulosa doação no valor de R$ 300 mil da empresa M Brasil, registrada em nome de um motoboy e de um sargento do Corpo de Bombeiros na campanha de Agnelo Queiroz.

Ao longo da semana, todos vão dizer que a receita está contabilizada na prestação de contas da campanha à Justiça Eleitoral, de forma legal, com recibo e tudo.

Vejam como o PT ficou profissional: em 1994, Cristovam Buarque, logo depois da eleição ao governo, foi bombardeado por integrantes do partido porque recebeu R$ 400 mil da Odebrecht e da Via Engenharia. As doações foram registradas e legais, mas petistas diziam que não aceitavam receber doações de empreiteiras.

O mais estranho no episódio das doações da M Brasil na campanha ao governo do DF é o fato de a empresa ter sido beneficiada por ato assinado por Agnelo Queiroz na Anvisa, conforme aponta reportagem do fim de semana da revista Época.

Pode até ser legal, mas é bastante suspeito.

Fonte: Blog da Ana Maria Campos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui