Estranheza no STF

0
10

Tendo como relator o ministro Marco Aurélio Mello, acompanhado dos votos de Rosa Weber, Luiz Fux, Edson Fachin, Teori Zavasck e Celso de Mello, ausentes Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, o processo impetrado pela Rede – de que réus em ação penal no Supremo não podem ocupar cargos na linha sucessória da presidência da República -, teve que ser adiado. Por incrível que pareça o ministro Dias Toffoli pediu vista e Luís Roberto Barroso declarou que por motivos pessoais não participaria do julgamento.

Quais os motivos?

Como perguntar não ofende, o que levou Toffoli a pedir vista? Ele deve dar explicações ao povo brasileiro e dizer o motivo pelo qual tomou essa decisão. O mesmo cabe a Barroso, explicar o que lhe impede de participar
do julgamento.

Mudança já

A presidente do Supremo Cármen Lúcia, deve pedir esclarecimentos aos ministros Toffoli e Barroso e também mudar essa “brecha” para não atrapalhar e nem atrasar qualquer julgamento. Por essas e outras é que os tribunais estão abarrotados e nada vai para a frente.

 

 

Fonte:  Gilberto Amaral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui