Ex-distrital Carlos Xavier é preso por morte de adolescente mas recurso pode mudar processo

 

Foi preso por policiais militares nesta segunda-feira (19), o ex-deputado distrital Carlos Pereira Xavier, 62 anos,  para cumprimento de um mandado de prisão contra o ex-parlamentar, acusado de encomendar a morte de um adolescente de 16 anos, em março de 2004. Existia um mandado de prisão contra ele expedido desde fevereiro de 2022. Policiais militares capturaram o réu e o levaram para a 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia).

Segundo as investigações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o então distrital teria encomendado a morte do rapaz depois de descobrir que ele era amante da ex-mulher. O jovem foi assassinado e o corpo encontrado atrás de uma parada de ônibus, no Recanto das Emas.

A coluna Eixo Capital, do Correio Braziliense, mostrou no início do mês de que após 10 anos do julgamento do ex-deputado no Tribunal do Júri, a Justiça do DF vai analisar um recurso que pode anular todo o processo.

Uma das testemunhas-chave é o ex-deputado e ex-diretor da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Laerte Bessa. A tese é de que o adolescente foi vítima de um latrocínio e não um crime encomendado pelo político. Xavier sempre se declarou inocente.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui