EX-SECRETÁRIO NEGA ENVOLVIMENTO

1
9

Do Correio Braziliense:  Ex-chefe da Agência de Comunicação do GDF, Weligton Moraes nega que tenha atuado como interlocutor entre Edson Sombra e o governador José Roberto Arruda (sem partido). O secretário confirma que foi procurado pelo jornalista, chegou a recebê-lo em um escritório, mas desmente que o motivo tenha sido a costura de um acordo entre Arruda e Sombra. “Era o secretário de Comunicação, é natural que falasse com as pessoas desse meio, mas nunca aceitei nenhum tipo de proposta de Sombra para me tornar interlocutor dele com Arruda”, afirmou Weligton.

Segundo disse, na ocasião do encontro com Sombra, o jornalista teria presenciado o momento em que Arruda, “por coincidência”, telefona para ele. “Como ele insistiu muito, passei o celular inadvertidamente para Sombra para uma conversa que durou poucos segundos”, contou. Após o telefonema, de acordo com Weligton, Sombra teria dito que o queria como interlocutor perante o governador. “Eu me neguei de pronto.”

Weligton confirma que leu o bilhete que Sombra recebeu do ex-distrital Geraldo Naves, mas não o levou ao governador. “Não dei importância ao bilhete, porque não tinha nem remetente e nem endereçamento. Para mim, não fazia sentido algum”, alegou. O ex-chefe da Agência de Comunicação afirma que não tinha conhecimento de qualquer tipo de negociação entre Sombra e o governador, apesar de terem mantido contato em algumas oportunidades. “Ele me ligou várias vezes ao longo dos últimos meses, em algumas ocasiões nos encontramos, mas jamais o assunto foi esse tipo de negociação.”

O ex-secretário de Comunicação — que comunicou o desligamento do cargo após as denúncias feitas por Sombra de que ele teria agido como intermediador sobre tentativa de suborno — disse jamais ter feito qualquer referência ao então secretário particular de Arruda, Rodrigo Arantes, como interlocutor do governador para com o jornalista Edson Sombra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui