EXCLUSIVO!!! Diretor-Adjunto do DETRAN-DF cometeu ato de improbidade administrativa ao favorecer a Oi

0
480

Este Blog recebeu a denúncia que o atual diretor-adjunto do Detran-DF, Valmir Lemos de Oliveira, durante breve período em que esteve como interino no órgão, cometeu gravíssimo ato de improbidade administrativa no contrato 21/2013 da OI Móvel, em 2019.

Segundo informações, Lemos teria beneficiado a empresa OI que prestava  serviços  de talonários  eletrônicos e que no final do contrato deveria entregar todos códigos do sistema ao Detran-DF,  sob pena de descumprimento de cláusula.

Porém, não se sabe  por quê a empresa OI não entregou os códigos e simplesmente continua a prestar o serviço sem contrato no Detran-DF!

A explicação da empresa OI,  é que ela contratou uma terceira empresa a qual não quer repassar os códigos e estão cobrando um valor muito alto. Dessa forma , ao invés do Detran tomar as medidas pertinentes de forma  aplicar a devida penalidade à OI , o então diretor-adjunto propôs um TAC no qual beneficiou diretamente a OI , livrando a mesma da penalidade e demais sanções previstas em lei. A OI,  até o presente momento,  está prestando serviço ao DETRAN-DF sem contrato, só baseado num referido TAC, assinado pelo senhor VALMIR LEMOS, que tenta ser Diretor-Geral ou se manter no cargo de adjunto.

Circula a informação de que a empresa a qual a OI contratou está querendo um valor de R$ 3 milhões para repassar os referidos códigos. Assim fica mais evidente ainda o privilégio dado  pelo Detran-DF a OI , que deixou de executar o contrato como previsto em lei. Além disso, o Detran-DF  concedeu à OI,  o benefício de não dispor de recursos para cumprir sua responsabilidade. À quem a OI está pagando?

Lemos só ficou alguns dias no lugar de Alírio Neto, ainda Diretor-Geral do Detran-DF, e fez essa lambança.

(No SEI, é possível encontrar a Instrução do Detran-DF número 23157149 que contemplou a Oi).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui