EXCLUSIVO!!! Donny Silva denunciou e Zélio Maia ignorou; Agora em áudio, funcionário da CLD revela medo da Globo e de auditoria

0
671

Sempre tive fontes no Detran-DF, onde tenho o carinho e o respeito dos servidores do órgão, sempre preocupados com os paraquedistas jogados por políticos para assumir o controle do órgão. Acabei me especializando sobre trânsito e por muitas vezes colaborei para que o Detran-DF se livrasse de maus gestores que arranhavam a imagem da instituição.

Também nunca me importei com as críticas e ataques de gestores mal intencionados e com discurso duplo que comandavam o órgão com fins que não justificavam os meios. Por várias vezes tentaram me calar, censurar, desmoralizar e difamar, mas os mesmos foram descobertos e catapultados do órgão e continuo aqui na minha missão.

Fico feliz quando  aviso as autoridades competentes sobre descaminhos de alguns gestores, e tempos depois os fatos são comprovados após intensas investigações, delações ou gravações. Antes mesmo da CLD assumir milionário contrato no Detran, eu já denunciava a empresa. Fui ignorado pelo então DG, o delegado aposentado  Alírio Neto e posteriormente por Zélio Maia. Agora a verdade começa aparecer, revelando que o jornalismo sério e investigativo sobrevive para o bem da cidade que não tolera mais pagar por desmandos, desvios e má gestão.

Mesmo diante das denúncias e evidências contra a empresa CLD (ex-Consladel e velha conhecida da Polícia Federal e MP),  tão logo assumiu o comando do Detran-DF, Zélio Maia assinou contrato emergencial com a CLD, que na data de assinatura  não tinha equipe nem veículos em Brasília ainda.  A CLD – Construtora, Laços Detetores e Eletrônica Ltda responde a dezenas de processos em todo o Brasil. Nas propostas apresentadas ao Detran-DF, ocorreram ao menos duas situações gravíssimas, suficientes para cancelar o contrato com a empresa CLD e instaurar procedimento administrativo para apuração de falta gravíssima. Mas nada foi feito a respeito.

O fato foi aqui denunciado em 20 de junho de 2020  e Maia não se importou. A contratação emergencial da CLD, retirou um empresa brasiliense que atuava no Detran há bastante tempo fazendo a manutenção semafórica da capital. A CLD foi colocada no órgão, atropelando procedimentos e revelando uma série de irregularidades.

Ultimamente o DF têm sido afetado com sinais intermitentes em vários cruzamentos, além da falta de sinal sonoro em semáforos localizados em importantes pontos da cidade.

O Diretor-Geral do Detran, Zélio Maia, marido da ex-presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros, amiga pessoal do governador Ibaneis Rocha (MDB), continua irritando motoristas com uma gestão pífia que tem provocado desgastes quase que semanais ao GDF, que não consegue exonerá-lo. Por muito menos, os dois antecessores de Maia foram exonerados.

Agora, a verdade começa aparecer. Na gestão de Maia, o sistema de sinalização semafórico do DF retrocedeu 30 anos, numa clara afronta para quem paga IPVA e outras tantas taxas ao Detran.

Na última segunda-feira (22), no fim da tarde, as atividades de manutenção semafórica do Detran-DF foram suspensas em razão de um mandado judicial. Este fato gerou pânico ao engenheiro responsável pela CLD, Edson Buscacio Pereira Junior, que em áudio revela temor e propõe à equipe da CLD que diga mentiras para encobrir os graves erros cometidos pela empresa durante a gestão do contrato. Também o engenheiro revela medo de que o representante José de Ribamar Pessoa (laranja dos verdadeiros donos da CLD-Consladel, Labib Faour Auad e Jorge Marques Moura) tome ciência do que está por vir.

Confira os áudios que revelam o descaso e a preocupação da CLD com as denúncias e a decisão judicial que suspendeu os serviços. No áudio, existe grande preocupação com a Globo e com uma possível auditoria. No primeiro e segundo áudios abaixo, quem fala é o técnico responsável da CLD, Edson Buscacio.

Apesar da implacável perseguição de Zélio Maia contra este jornalista, a verdade mais uma vez prevalece e desmascara de vez a péssima gestão do procurador que acha que entende de trânsito e de gestão.

Nas redes sociais, é possível assistir também a vídeos que mostram como está atualmente a rede semafórica do DF desde a entrada da empresa paulista inexperiente para fazer a gestão do serviço.

É  dinheiro do cidadão, do motorista brasiliense indo para o ralo e criando problemas e até acidentes. É hora do Ministério Público entrar com tudo e investigar todas as denúncias, apurar os fatos e punir os responsáveis que não zelam pelo bem público.

No áudio, existe grande preocupação do funcionário de que a empresa CLD  seja auditada…

Na L2 sul, semáforo esteve apagado do dia 15 ao dia 21 de dezembro de 2020. Na 708/709, o sinal para pedestres está desligado. Na W5 Norte, altura da 706, sinal para pedestre piscando sem parar. No Setor Comercial Norte, quadra 06, erro de programação. Basta dar uma volta no DF para atestar o caos no sistema semafórico do DF.

Confira alguns flagrantes:

E agora, governador Ibaneis? Será preciso alguém morrer num cruzamento de trânsito para que se tome uma medida séria no Detran? Coloque quem entende de trânsito, sem politicagem. E que se faça mesmo uma auditoria no contrato entre a CLD e o Detran – e urgente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui