Exclusivo!!! Em conversa com Donny Silva, ex-secretário Francisco Araújo faz desabafo

0
153

Em entrevista no WhatsApp, o ex-secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo fez algumas ponderações sobre as acusações que lhe foram imputadas. Ele e outros quatro gestores da SES foram presos no ano passado  durante a deflagração da Operação Falso Negativo que investiga desvios da Saúde durante a Pandemia. Tempos depois foram soltos e respondem o processo em liberdade.

Réu em operação do MPDFT e recluso em sua residência no Sudoeste, Araújo têm ministrado cursos e palestras sobre Fé & Ação online, através de seu site www.franciscoaraujo.net.

Confira:

Como têm enfrentado essa turbulência envolvendo seu nome?

Estou em paz, passando tudo isso. Recentemente o STJ tornou incompetente a operação. Acredito na Justiça. Nessas horas todo mundo corre, mas graças a Deus tenho um advogado amigo que é muito top, marcando na lei. E cada justiça local tem seus meandros mas não tem sido fácil, mas vamos vencer. Estou com a consciência tranquila.

É verdade que o senhor fez delação premiada?

Não fiz, graças a Deus. o STJ reconheceu a tese do meu advogado e mandou o processo para a Justiça Federal. Diz o ditado que tudo na vida passa… Fui investigado até a alma.

Corre na cidade a história de que o senhor recebe R$200 mil por mês para ficar calado. É fato ou boato?

Essa informação  é totalmente sem noção! Fui investigado até a alma e não respondo por corrupção em nenhum lugar. Tenho mais de 20 como gestor e basta ver meu currículo.

O senhor ainda está em prisão domiciliar?

Eu não estou preso em casa. Pode tirar todas as dúvidas com meu advogado Cléber Lopes. E pode acompanhar meu trabalho no Instagram e nas outras redes sociais e verá do que estou vivendo.

O senhor subestimou informações?

Subestimei não. Só ando com a verdade e se tem uma coisa que não faço é subestimar ninguém. Uma coisa é o que as pessoas acham ou veem na mídia, outra coisa é a realidade.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui