Federação dos Policiais Federais se posiciona contra vazamentos seletivos

    0
    10

    Em mensagem enviada ao ministro José Eduardo Cardozo (Justiça), a Federação Nacional dos Policiais Federais repudiou o vazamento de informações nas operações da Polícia Federal, assim como “qualquer tentativa de ingerência nas investigações e de seu uso indevido para fins políticos, eleitorais, corporativistas e pessoais ou com qualquer outra finalidade diversa de suas atribuições constitucionais”. A Fenapef também rebateu notícias de que agentes federais teriam vazado as informações. “Como é do conhecimento de Vossa Excelência, em todas as operações da Polícia Federal, embora a maioria de fato seja coordenada e executada por policiais de outros cargos, que produzem, coletam, analisam e relatam dados, todos os contatos com a imprensa são feitos pelos dirigentes do órgão ou pelas autoridades que presidem os respectivos inquéritos. Também são ocupantes do cargo de delegado que chefiam as equipes responsáveis pelo cumprimento de ordens judiciais”, diz o ofício. O documento salienta que de acordo com as informações divulgadas pela imprensa parece improvável que detalhes sobre as investigações tenham sido vazados por agentes ou policiais federais de outros cargos, sem o conhecimento e consentimento dos responsáveis pela investigação. “Contudo, independente de cargo, tal conduta configura, em tese, transgressão disciplinar e crime de violação de sigilo funcional, que merecem ser apurados”.

     

     

    Fonte: Cláudio Humberto

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui