FIM DA BUROCRACIA NA ABERTURA E FECHAMENTO DE EMPRESAS MAIS PERTO DE VIRAR REALIDADE

0
3

O projeto do senador Adelmir Santana (DEM/DF), PLS 431/09, que tenta acabar com a burocracia no processo de abertura e fechamento de empresas, facilitando a vida de todos os brasileiros, está mais próximo de virar realidade. A matéria foi aprovada, nesta quarta-feira (28/04), na Comissão de Constituição e Justiça e agora segue direto para o Plenário. O projeto consolida a legislação de abertura e fechamento de empresas o que diminui a burocracia e, por conseqüência, os custos de se montar um negócio no Brasil, descomplicando as rotinas de empresas e empresários.

Segundo Adelmir Santana, as leis ultrapassadas ainda em vigor atrapalham muito a vida do empresário brasileiro. “Essa proposta revoga dispositivos que tumultuam e trazem insegurança jurídica aos processos de abertura e fechamento de empresas. Isso é uma conquista dos brasileiros, que diminui a burocracia e melhora o ambiente empresarial, propiciando a geração de mais empregos no nosso país”, finalizou o senador. Atualmente, estima-se que são gastos no Brasil cerca de R$ 12 bilhões apenas com advogados tributaristas, em virtude da complexidade da legislação. Para se ter uma idéia, o valor equivale ao que o governo federal investe no programa Bolsa Família.

O projeto abrange todas as regras sobre o funcionamento das juntas comerciais, a publicidade dos registros empresariais, a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios, as centrais de atendimento aos empreendedores e a comprovação do pagamento de impostos.

Para Adelmir Santana a regra é simples. “Nosso projeto se apóia em dois pilares: modernização e simplificação. É um trabalho técnico, um marco regulatório que vai provocar uma silenciosa revolução na vida das empresas brasileiras”, defendeu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui