FINALMENTE!! – ROSSO AUTORIZA COMPRA EMERGENCIAL DE MATERIAL PARA COMBATER INFECÇÃO NO HRAS

0
12

 

 

O governador Rogério Rosso autorizou na tarde desta terça-feira (16) a realização de mais uma compra emergencial para a área de saúde. Desta vez, os insumos são para o Hospital Regional da Asa Sul (Hras). Os cinco itens adquiridos serão aplicados no combate às bactérias instaladas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal. A decisão foi tomada após visita do governador às instalações do hospital.
 
Segundo Rosso, a forma inicial de enfrentar as infecções depende da compra imediata dos materiais. “Já abastecemos toda a rede pública, mas faltam alguns poucos materiais imprescindíveis para evitar novas infecções dentro das UTIs”, disse o governador. “Então, vamos comprá-los, porque não podemos arriscar vidas”.
 
Em entrevista coletiva, Rosso anunciou também outras decisões específicas para o Hras. O pacote de medidas inclui a autorização imediata de abertura de concurso e ainda a utilização do banco reserva de pessoal da rede pública de saúde para aumentar o quadro de servidores do hospital.
 
Segundo a secretária de Saúde, Fabíola Nunes, com o aumento da demanda, o hospital precisa de um estoque maior de material, assim como um número maior de servidores. “Um levantamento inicial mostra a defasagem de 42 funcionários, entre médicos e enfermeiros, que serão brevemente convocados”, adiantou.

O prazo para entrega dos insumos ainda dependerá de uma análise mais precisa por parte da Secretaria de Saúde (SES). Para o secretário de Logística da Saúde, Herbert Teixeira, somente após essa análise, o governo poderá saber exatamente o investimento a ser feito. Ainda segundo Teixeira, o processo deverá terminar um prazo de 12 a 15 dias. Já com relação ao edital do concurso, o prazo para publicação será até a sexta-feira (19).

Melhorias na saúde

Durante a entrevista, Rogério Rosso destacou outras medidas importantes para a reestruturação da saúde pública do DF tomadas nos últimos seis meses. Para o governador, a criação do Programa de Descentralização Progressiva de Ações de Saúde (Pdpas), o aumento da autonomia dentro das regionais, a convocação de mais de 2 mil servidores concursados e a inibição de compras emergenciais são fatores essenciais para melhorar o sistema. “Com certeza, o próximo governo terá uma saúde melhor do que encontramos”, ressaltou.

Já para Fabíola Nunes, todas essas iniciativas, ligadas à ativação da Subsecretaria de Atenção Primária e à retomada pelo governo de unidades da rede pública que haviam sido privatizadas são grandes passos para a reforma sanitarista no Distrito Federal.

UTI tem 30 bebês internadosAtualmente, 30 recém-nascidos estão internados na UTI do HRAS. Seis deles estão isolados, com diagnóstico de infecção das bactérias Klebsiella e Serratia. Neste momento, somente casos sem gravidade podem ser atendidos na unidade. Por demandarem de mais cuidados, mulheres grávidas com menos de 30 semanas de gestação devem ser atendidas em outros hospitais.

Fonte: Agência Brasília/Foto: George Gianni

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui