“Fragilidade probatória” ?

0
49

Em um fato inédito, a PGR voltou atrás em uma denúncia oferecida contra o deputado Arthur Lira, novo aliado de Bolsonaro. Na ocasião, a PGR escreveu que “restava provado” o pagamento de propina. Agora cita “fragilidade probatória”.

Três meses após ter denunciado o deputado Arthur Lira (PP-AL) ao Supremo Tribunal Federal (STF) sob acusação de corrupção passiva, a Procuradoria-Geral da República (PGR) voltou atrás na acusação e pediu ao STF que rejeite a denúncia que o próprio órgão havia apresentado.

Aliado recente do presidente Jair Bolsonaro, Arthur Lira é um dos expoentes do centrão e se tornou uma espécie de líder informal do governo na Câmara.

Aí tem…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui