FREJAT ANUNCIA A RORIZ QUE O PR CONFIRMOU APOIO AO PSC

3
4

A Caravana da Esperança chegou sábado (8) ao Gama, mas o destaque do dia não foram as mais de 500 filiações ocorridas pela manhã, mas o anúncio do deputado federal Jofran Frejat (PR) de que seu partido decidiu apoiar o Partido Social Cristão (PCS), que tem o ex-governador Joaquim Roriz como presidente de honra. “Depois do nosso partido ter sido procurado por todas as outras legendas, decidiu pelo PSC. E com isso, a minha pré-candidatura como vice-governador na chapa de Roriz, também foi aprovada”, comemorou Frejat.

A notícia fez bem ao ex-governador Joaquim Roriz, que apontou Frejat como um homem que tem dignidade e trabalho no Distrito Federal. “Sou pré-candidato ao governo do DF, mas preciso ter ao meu lado homens e mulheres capazes, e Frejat é um deles. Mas não o escolhi para ser de novo secretário de Saúde, mas para estar junto comigo para resolver questões que vão fazer Brasília se transformar na melhor cidade”, disse Roriz. E completou: “Hoje Frejat deu a resposta oficial do seu partido, de que vai ser pré-candidato a vice-governador. Portanto, fico feliz com mais esse apoio do PR, o partido de Jofran Frejat”, garantiu Roriz.

O ex-governador enumerou os partidos que o apoiam hoje, como o PTdoB, o PRTB, o PMN, o PSDC, e os mais recentes, o PPS e o PR e disse que sua ida ao Gama foi para dar esclarecimentos especialmente sobre filiação, que é o verdadeiro sentido das Caravanas da Esperança. “Vim dar apoio ao povo do Gama e das cidades vizinhas que estão aqui, mas vim também para convocar a todos a se filiarem a um desses partidos. Eu sou do PSC, um partido que se parece muito comigo porque é social e cristão, mas o Frejat é do PR, o Paco Veiga do PTdoB, o Caio Donato do PRTB, a Silvana Siqueira do PSDC, a Silvana Amaral do PPS, a Jaqueline, minha filha, do PMN, então vocês podem escolher qualquer um desses, porque qualquer que seja a escolha, estarão fortalecendo nossa coligação”, explicou.

Roriz também falou que não entende porque tem adversários, uma vez que nunca fez mal a ninguém, nunca brigou com pessoa alguma em sua vida.Mas independente disso, gosta de política, porque está acostumado a trabalhar pelo povo e tem vivência. “Creio que é emoção e esperança que faz com que o povo se sinta animado e revigorado. Isso também me traz emoção e se vibra muito”, disse Roriz embora tenha destacado que o momento exige cautela. “Tenho de ser cuidado porque ainda não chegou o momento da campanha política, ainda falta um pouco”, alertou Roriz aos presentes, atribuindo esse comportamento a sua total obediência à lei eleitoral.

Frejat lembrou que o local da caravana de hoje foi oportuno para o anúncio de seu apoio oficial a Roriz, porque foi no Gama onde começou sua vida profissional. Ele relembrou o hospital de madeira no Setor Oeste, onde efetivamente começou exercer a medicina. “E onde aprendi a conviver com essa população que tem amor no coração”.

 Em seguida, Frejat comentou sobre o atual quadro da Saúde no DF, que é caótico, dando exemplos de pessoas que dormem nas filas de hospitais em busca de uma consulta ou de uma cirurgia, assim como da desativação dos Centros de Saúde do DF e da falta de medicamentos. “Nós éramos referência nacional. Hoje estamos passando vergonha não só na Saúde, como na Segurança”, exemplificou. Frejat também se solidarizou com Roriz em relação aos cuidados com o que pode ser dito e o que pode ser feito conforme exige a lei eleitoral. “De que acusam Roriz? Não adianta torcerem o nariz para ele, porque foi ele quem atendeu as pessoas que vieram de outros estados para o DF em busca de renda. Ele tem de ter cuidado mesmo, porque qualquer coisa que diga pode inviabilizar sua candidatura mais para a frente”, reforçou Frejat, sem deixar de convidar os presentes à filiação. “Somos um grupo político com todos esses partidos que Roriz disse, mas ainda não somos candidatos, apenas pré-candidatos, mas juntos, faremos a recuperação dessa cidade. Deus nos ilumine a fazer um trabalho honesto em prol do povo do Distrito Federal”, disse Frejat.

Ao final, Roriz destacou a presença do deputado federal Laerte Bessa (PSC-DF), quem o acompanhou durante a mudança de partido, estando sempre a seu lado. “Ele é leal, determinado e honrado”, elogiou. Ele também citou os presidentes dos partidos e os pré-candidatos a deputado distrital, ressaltando que só há 24 vagas na Câmara Legislativa, mas que todos terão um papel importante na mudança de filosofia da política do Distrito Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui