“Gabinete Paralelo” é pura metalinguagem

0
31
“Gabinete paralelo” não é um fato jurídico, não é um tipo penal, não é sequer uma infração administrativa, não passa de metalinguagem, feita para criminalizar a mera assessoria presidencial. O assustador é que, mesmo assim, isso já motivou a quebra do sigilo de alguns.
Mas no governo petista o STF não se intrometia no Executivo e Lula tinha seu “conselho da República” e a velha corrupta mídia nada reclamava ou denunciava.
Em julho de 1990, após a posse de Fernando Collor de Mello na Presidência – que havia derrotado Luiz Inácio Lula da Silva na eleição de 1989- o PT chegou criar  o “Governo Paralelo”…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui