Grupo de ativistas Democracia Sem Fronteiras realiza manifestação em frente  à embaixada da China

0
34

Segurando cartazes com notícias omissas em relação ao governo chinês, os ativistas prestaram uma homenagem a quem sofre com o autoritarismo

Na tarde da última sexta-feira (12), o grupo de ativista Democracia Sem Fronteiras realizou em frente à embaixada da China uma manifestação pacífica contra o autoritarismo do governo chinês. A data em questão marca o início do ano 4719, regido pelo Boi de Metal, com término em 31 de janeiro de 2022. Para os chineses, o ano do Boi simboliza superação, trabalho e esforço na realização de tarefas cotidianas.

Segurando cartazes que traziam recortes de notícias relacionadas à omissões da China, o grupo aproveitou a data em que se comemora o Ano Novo Chinês para levantar pautas referentes às omissões do país, além de prestar solidariedade aos que sofrem com a falta de democracia no leste do continente asiático.

“O Ano Novo Chinês, também conhecido como Festival da Primavera, marca o início de um novo ciclo no calendário chinês. As festividades acontecem na China, Hong Kong, Taiwan, e em outros países asiáticos que seguem o calendário lunar. O Democracia Sem Fronteiras deseja a todos boas comemorações, e que neste novo ciclo o povo chinês possa vencer o autoritarismo, alcançando a tão sonhada democracia”, conta Gabriele Machado, uma das ativistas do movimento.

Sobre o Democracia Sem Fronteiras

O Democracia sem Fronteiras, criado em novembro de 2019, descreve-se como um movimento de pessoas engajadas no fortalecimento e na defesa do direito à democracia em todos os países do mundo. Desde o início da Pandemia, o movimento tem sido uma das organizações sociais que vem promovendo ações cobrando uma resposta do Governo Chinês pela omissão de informações, reforçando que a Pandemia poderia ter sido radicalmente minimizada se tratada com a transparência e imediata resposta que o caso exigia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui