Gustavo Rocha é homenageado como Cidadão Honorário de Brasília

Na noite desta quarta-feira (3), o  ex-presidente da República Michel Temer, o secretário da Casa Civil do DF, Gustavo Rocha, e o conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) Engels Muniz foram homenageados pela Câmara Legislativa do DF (CLDF) com o título de Cidadãos Honorários de Brasília.

A entrega da honraria, proposta pelos deputados distritais Hermeto e Iolando (ambos do MDB), ocorreu na no auditório da CLDF, que esteve lotado. O governador Ibaneis Rocha compareceu à homenagem e elogiou os novos Cidadãos Honorários, principalmente Gustavo Rocha.

“O presidente Temer tem uma história na política brasileira, é uma das maiores lideranças do meu partido, o MDB. Fez muito pelo Brasil no período que teve, tanto na vice-Presidência quanto na Presidência. Foi presidente da Câmara, é uma história de vida dedicada à política brasileira. E o Gustavo Rocha é meu secretário, eu conheço há muitos anos, ainda na advocacia. Ele é um advogado reconhecido aqui no DF e o Engels também, os dois têm uma história dentro do governo, trabalharam no Ministério dos Direitos Humanos e eu tenho um prazer muito grande de poder trabalhar todos os dias com o Gustavo Rocha”, elogiou Ibaneis Rocha.

Em sua fala, o mineiro Gustavo Rocha lembrou de quando chegou a Brasília e de tudo o que construiu na capital. “Moro em Brasília desde 1975. Toda minha formação foi feita aqui em Brasília, aqui casei com a Marcela e tive meus filhos, Bruno e Pedro. É uma alegria estar aqui e é uma honra ainda maior receber essa homenagem ao lado de duas pessoas muito queridas. Agradeço ao ex-presidente Michel Temer por ter trabalhado em seu governo. Agradeço também ao meu amigo governador Ibaneis Rocha, é uma alegria fazer parte do seu governo”, pontuou Gustavo Rocha ao receber o título de Cidadão Honorário.

Gustavo do Vale Rocha é jurista, advogado, professor e mestre em políticas públicas. Assumiu a Casa Civil do DF em junho de 2020 após passagem pela Secretaria de Justiça e Cidadania entre 2019 e 2020. Iniciou a trajetória profissional como funcionário do Banco do Brasil. Foi ministro dos Direitos Humanos e subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui