Hospital da Criança amplia atendimentos

0
6

GDF aumenta capacidade de realização de procedimentos cirúrgicos, de diagnóstico por imagem e terapia renal

Referência nacional no tratamento de crianças com câncer e doenças sanguíneas, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) ampliou sua capacidade de atendimento, com a realização de novos procedimentos nos centros cirúrgicos, na unidade de terapia renal substitutiva – hemodiálise e diálise peritoneal – e em bioimagem. A expansão dos serviços foi inaugurada, na manhã desta terça-feira (18), pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado pela primeira-dama, Ilza Queiroz.

Com os novos serviços, o Hospital da Criança passa a oferecer mensalmente 384 tomografias sem sedação e 48 com sedação – exame não realizado nas demais unidades da rede pública de saúde –, 800 raios-X digitais, 400 ecografias e 160 ecocardiogramas. Para a tomografia, por exemplo, são oferecidas 108 vagas de atendimento por semana – 96 com e sem contraste e 12 com sedação.

“Com a ampliação dos serviços, vamos dar condições ainda melhores para as 300 crianças atendidas por dia aqui. Essa é uma conquista da sociedade e das crianças”, enfatizou Agnelo Queiroz. A meta inicial de realizar 2 mil atendimentos mensais mais que dobrou, e hoje cerca de 5 mil crianças, adolescentes e jovens, de 0 a 18 anos, são assistidas por mês, integralmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Desde a inauguração, em novembro de 2011, até agosto deste ano, o HCB havia atendido cerca de 196 mil crianças, em especialidades de oncologia pediátrica. Desse total, foram 110 mil exames laboratoriais, 42 mil consultas, cerca de sete mil internações, mais de cinco mil sessões de quimioterapia e duas mil transfusões, entre outros.

O secretário de Saúde, Rafael Barbosa, destaca que o HCB é 100% público e que a parceria com a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças com Câncer e Homeopatias (Abrace), em forma de gestão compartilhada, deverá ser exemplo para as demais unidades da rede pública. “Esse modelo deu certo e deve ser ampliado para outros hospitais”, afirmou Rafael Barbosa, acompanhado pelo o diretor-executivo do HCB, Renilson Rehem.

A presidenta do Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Ecipe) e responsável pelo HCB, Ilda Peliz, afirma que 40% das crianças vêm de outras unidades da federação, principalmente da região do Entorno, e destaca a importância da ampliação dos serviços. “As crianças não possuíam atendimento humanizado. Agora, elas terão agilidade nos diagnósticos, já que não estarão disputando vaga com adultos em outros hospitais.”

Estiveram presentes à cerimônia a secretária de Comunicação Social, Samanta Sallum, e o chefe da Casa Militar, Rogério Leão.

Especialidades – Os novos serviços atenderão áreas como cardiologia, cirurgia pediátrica, psiquiatria, dermatologia, endocrinologia, gastrenterologia, genética clínica, homeopatia, imunologia, nefrologia, neurocirurgia, neurologia, onco-hematologia, pneumologia, reumatologia, hemodiálise e diálise peritoneal. A instituição ainda oferece assistência em odontologia, farmácia, enfermagem, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, musicoterapia e serviço social.

O HCB foi criado para reunir todas as especialidades infanto-juvenis da rede pública de saúde do DF. Assim, absorveu o Núcleo de Oncologia e Hematologia Pediátrica do Hospital de Apoio, o ambulatório pediátrico do Hospital de Base e alguns serviços pediátricos do Hospital Regional da Asa Sul (Hras).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui