HOSPITAL DE SANTA MARIA

DISTRITO FEDERAL
Confira o relatório preliminar sobre gastos no HRSM

Do DFTV

Entre as despesas que chama atenção estão os gastos com passagens aéreas sem comprovação de bilhete emitido, que somam quase R$ 254 mil. O Hospital de Santa Maria está sob intervenção. O DFTV (Globo) teve acesso exclusivo a um relatório preliminar do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus) a respeito das contas do Hospital de Santa Maria. Os auditores se basearam no contrato de gestão assinado entre a Secretaria de Saúde e a Real Sociedade Espanhola, que administra o hospital.

Foram analisados os repasses de dinheiro do GDF, gastos, compras, e, principalmente, a prestação de contas e eventuais descontos feitos pela secretaria. Segundo o documento, de 24 de março de 2009 a 7 de outubro deste ano, a Secretaria de Saúde repassou R$ 140 milhões à Real Sociedade Espanhola.

Dentro desses repasses, algumas despesas chamaram atenção, como o pagamento de passagens aéreas sem comprovação de bilhete emitido – ao custo de R$ 253.240. Nesse caso, não se sabe quem viajou, para onde foram ou de onde vieram.

Outro dado dentro das despesas está relacionado às hospedagens em hotéis e flats, que não têm qualquer comprovação ou recibo e somam R$ 67.415. Os gastos com passagens e hospedagens chamaram a atenção da secretária de Saúde, Fabíola de Aguiar, que questionou a motivação e a necessidade das viagens. O balanço total de despesas não comprovadas, entre março a novembro de 2009, soma quase R$ 10 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui