humor – A “BÍBLIA” DA GRETCHEN

Este debate teológico do mais alto nível teve lugar no Superpop da intelectual Luciana Gimenez.
O assunto é a possibilidade de um casamento gay à luz das Sagradas Escrituras. A pauta surge da notícia de processo do casal de pastores gays do Rio de Janeiro contra um cantor de forró gospel, que em canção de sucesso popular, afirmou que casamento entre homens não é natural.
Como se pode constatar no vídeo acima, um livro importantíssimo da “briba” foi perdido – o livro de Gretchen – datado do século I. Segundo o History Channel que andou escavando as areias no Pina, em Recife, local de nascimento da ilustre Gretchen di Sabat, ancestral da nossa cantora gospel, foram encontrados toletes (isto é, rolos) dando conta das razões do sumiço da relíquia gospel.

Em resumo: A ideia da Igreja Católica Apostólica Romana era colocar no cânon o livro de Gretchen durante o Concílio de trento (1545-48), mas o pessoal que já estava arretado com a recente reforma de Lutero perdeu a cabeça de vez e fez fila dançando o sucesso de KONGA, KONGA, KONGA, um estouro da época, até o Vaticano fundando assim a ordem dos milongueiros da qual o Maradona é o principal membro leigo da atualidade.

Veja o clip da música da polêmica, sem as imagens originais com o casal de pastores, claro. Esta foi retirada do YOU TUBE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui