Humorista faz paródia com 17 cidades do DF e viraliza em redes sociais

0
51

“Melô do DF” tenta mostrar, de forma bem-humorada, os clichês de várias cidades do “quadradinho”

Bethânia Nunes
Um paródia com os hábitos e peculiaridades de 17 cidades do Distrito Federal, em forma de clipe, começou a viralizar nas redes sociais na noite de terça-feira (2/5). Com coreografia própria e figurinos inspirados em cada uma das cidades, o humorista brasiliense TJ Fernandes, 26 anos, fala sobre os moradores de Planaltina, Lago Sul, Setor O, Riacho Fundo, Samambaia, Taguatinga, Águas Claras e outras 10 regiões administrativas, com o refrão: “Essa é a melô do DF, eu amo esse lugar de montão, seja morando em alguma satélite ou a bordo desse avião”. O clipe, lançado na tarde de terça foi postado no YouTube.
A ideia da música surgiu para incrementar o show de stand up comedy de TJ, que tem o costume de criar músicas para interagir com o público. “Eu percebi que, quando as pessoas se identificam com o que é falado, elas tendem a gostar mais”, explicou.

Todo o processo de criação da melodia, letra e produção do clipe levou aproximadamente três meses, o mais trabalhoso, segundo TJ, foi o clipe, porque cada cidade precisou de figurino e coreografia diferentes, sempre pensados nos estereótipos. “Não significa que todos os moradores da cidade se vestem ou são do jeito que eu mostrei, evidentemente. O clipe é uma paródia”, completou o humorista. Perguntado sobre onde mora, ele diz que vive no Cruzeiro, mas brinca ao ressaltar que não é axezeiro

Leia mais notícias em Cidades

TJ ainda aproveita para fazer piada com os goianos e diz que “por pior que possa parecer, pelo menos eu não sou do Goiás”. Na versão completa do clipe, de quase quatro minutos, ele deixa um recado aos goianos: “Atenção! Se você é do Goiás e não entendeu, isso tudo foi uma piada”.

Com família em Goiás, o brasiliense disse ter ficado um pouco receoso com a reação dos parentes, mas não está preocupado que as pessoas o entendam mal. “Nós não somos nada além de brasilienses vivendo num quadradinho no meio do Goiás. No fundo todos nós somos goianos”, brincou.

 

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui