Instagram suspende conta da plataforma médica Dr. Cannabis, que mobiliza sociedade pela #voltadrcannabisoficial

0
39
Fato acontece 10 dias antes do início do II CNABIS – Congresso de Cannabis Medicinal

Nesta sexta-feira (23), a conta da plataforma médica Dr. Cannabis no Instagram (@drcannabisoficial), com mais de 24 mil seguidores, foi retirada do ar sem aviso prévio ou qualquer justificativa. Ao tentar acessar a conta, os administradores receberam a seguinte mensagem: “Sua conta foi desativada. Siga as próximas etapas dentro de 30 dias para poder solicitar uma análise”.

O fato acontece 10 dias antes do II CNABIS – Congresso de Cannabis Medicinal , evento organizado pela Dr. Cannabis que irá reunir especialistas para debater o uso terapêutico dos canabinoides. O congresso é de caráter técnico-científico destinado a médicos, profissionais da saúde e interessados no tema.

“O ocorrido é uma medida arbitrária e injusta e pedimos o apoio e mobilização para subir a #voltadrcannabisoficial. O II CNABIS começa em 10 dias e usamos a plataforma para divulgar informações sobre o congresso a amigos, médicos e pessoas que possam se beneficiar do uso medicinal da cannabis. Sabemos que a informação é o melhor remédio e a Dr. Cannabis não vai parar. Estamos tomando as devidas providências para entender o que aconteceu”, comenta Viviane Sedola, CEO e fundadora da Dr. Cannabis.

A suspensão de perfis nas redes sociais de organizações que atuam e debatem sobre o uso da cannabis medicinal não é novidade. No começo de julho, a conta do Instagram da Clínica Gravital, clínica com foco em cannabis medicinal no Brasil, foi derrubada sem aviso prévio. A Associação Santa Cannabis também teve seu perfil na rede desativado recentemente. De acordo com o Instagram, por “violar os nossos termos”.

Lançada em 2018, a Dr. Cannabis é uma plataforma digital gratuita que tem como missão dar acesso à cannabis medicinal legal no Brasil. A Dr. Cannabis facilita o acesso a informações, médicos e produtos que proporcionam mais conforto e saúde para quem precisa. Hoje conta com uma comunidade de mais de 3 mil médicos e 30 mil pacientes que se conectam, prescrevem e podem comprar produtos à base de cannabis por intermédio da plataforma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui