INVESTIGAÇÃO NO SEGUNDO TEMPO

47
4

Uma operação da Divisão Especial de Repressão ao Crime Organizado  (DECO), da Polícia Civil do Distrito Federal surpreendeu novamente o meio político da cidade na manhã desta quinta-feira (1). Informações preliminares apontam que a delegacia investiga convênios do Ministério dos Esportes com ONGs de Brasília por meio do projeto Segundo Tempo. A denúncia teria partido de notas fiscais fraudadas. Oito pessoas foram presas e muito material sobre o projeto foi apreendido.

O PT já está preocupado – Ministério dos Esportes respinga diretamente em seu candidato ao GDF, Agnelo Queiroz.

Update: A operação teve saldo de cinco presos, entre eles, o presidente da Federação Brasiliense de Kung Fu. Informações  do DFTV.

Fonte: blog da paola lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui