Investigador complica Raad Massouh

1
47

Delegado reafirma na Comissão de Ética que dinheiro de emenda liberada pelo parlamentar, em 2010, não foi aplicado integralmente em evento rural. Distrital nega acusações

“Houve superfaturamento das bandas contratadas. Das cinco, apenas duas tocaram. Os valores que receberam são bem menores do que os declarados nas notas” Henry Peres Ferreira Lopes, delegado que investigou a denúncia contra Raad Massouh, em 2010

 

O futuro político do deputado Raad Massouh (PPL) ficou mais delicado após duas testemunhas que poderiam defendê-lo perante a Comissão de Ética da Câmara Legislativa se calarem. Elas foram convidadas a prestar esclarecimento sobre um suposto desvio de verba pública por meio de uma emenda autorizada pelo distrital (leia Memória), em 2010, mas preferiram o silêncio. De outro lado, o delegado Henry Peres Ferreira Lopes, atual chefe da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Deco), disse não ter dúvida de que o dinheiro não foi aplicado integralmente em um evento rural.  Leia mais

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui