iPAD: A REVOLUÇÃO DA APPLE

0
5
Deu no iG: Tudo o que você precisa saber sobre o iPad
Lançado ontem, novo tablet da Apple traz navegação via Wi-Fi e 3G

STEVE JOBS apresenta o iPad

André Cardozo

Depois de dominar o mercado de MP3 players com o iPod e revolucionar a telefonia com o iPhone, a Apple aposta no mercado de tablets com o iPad. Confira a seguir as respostas para as principais dúvidas sobre o aparelho.

Veja um vídeo do iPad na TV iG.

O que é o iPad?
Em essência, o iPad é um “iPhone gigante”, mas não tem funções de celular, embora possa ser usado para chamadas por meio da internet (com uso de programas VoIP). O aparelho navega na internet por meio de conexões sem fio (Wi-Fi e 3G). Ele também traz conexão Bluetooth para se comunicar com periféricos, como teclados e webcams sem fio.

Quais sãos as dimensões e o peso?
O iPad tem uma tela touchscreen de 9,7 polegadas e mede 24 cm de altura por 19 cm de largura. A espessura é de 1,3 cm e o peso é de 680 gramas (modelo sem 3G) e 730 gramas (modelo com 3G).

Quais as versões do iPad e quanto elas custam?
Serão seis versões do iPad: três apenas com conexão Wi-Fi e três com Wi-Fi e 3G. A diferença entre os modelos está também na memória. Os preços dos iPads apenas com Wi-FI são US$ 499 (16 GB de memória), US$ 599 (32 GB) e US$ 699 (64 GB). As versões com Wi-Fi e 3G custam US$ 629 (16 GB), US$ 729 (32 GB) e US$ 829 (64 GB). Todos os modelos vêm com um processador de 1 GHz fabricando pela própria Apple. Os preços valem apenas para o mercado americano.

Quando o iPad estará disponível para compra?
Os modelos com Wi-Fi começam a ser vendidos nos Estados Unidos no fim de março. Os modelos com 3G chegarão ao mercado americano no fim de abril.

E no Brasil?
Ainda não há uma data. Como qualquer aparelho com recursos sem fio vendido oficialmente no Brasil, o iPad terá que passar por homologação da Anatel. Esse processo geralmente leva alguns meses. Na apresentação do iPad, Steve Jobs disse que acordos internacionais para venda do iPad seriam anunciados em junho.

Se eu comprar um iPad nos Estados Unidos, funcionará aqui?
A conexão Wi-Fi funcionará sem problemas, mas a 3G não. O iPad virá com modem 3G desbloqueado, o que em tese garantiria o funcionamento com qualquer cartão SIM de acesso de dados. A pegadinha é que o padrão de cartão usado no iPad será o microSIM, também conhecido como 3FF SIM.

Esse cartão tem cerca da metade do tamanho dos chips 3G atualmente comercializados pelas operadoras brasileiras. Os atuais chips 3G brasileiros, portanto, não poderiam ser encaixados no iPad. É necessário aguardar até que as operadoras forneçam chips no formato microSIM.

Qual a duração da bateria?
A Apple afirma que ela dura 10 horas em uso

Quais os pontos fortes do iPad?
Para começar, o iPad traz a consagrada interface do iPhone, que faz excelente uso da tela touchscreen. O iPad também roda todos os programas feitos para iPhone no tamanho natural ou em tela cheia. Assim, ele já nasce com milhares de programas para expandir as funções originais do aparelho.

O tablet também funciona como leitor de e-books e suporta o formato aberto ePub, além de livros vendidos na nova loja iBook Store. Por ter uma tela maior, o iPad também é uma boa opção para os games criados originalmente para iPhone. Além disso, o modelo 3G permitirá navegação GPS com Google Maps.

Quais os pontos fracos do iPad?
São quatro pontos fracos relevantes. O primeiro é a falta de suporte à tecnologia Flash, muito usada em animações de sites e transmissão de vídeo na web. O YouTube, por exemplo, usa Flash em suas transmissões. Isso significa que não vai dar para ver vídeos do YouTube no iPad. O segundo ponto é a falta de uma webcam.

O terceiro ponto fraco é a falta do “multitasking”, termo que denomina a capacidade de rodar vários programas ao mesmo tempo. O iPad roda apenas um programa de cada vez. Ou seja, se estiver vendo um vídeo e quiser consultar e-mails, o usuário tem que fechar o tocador de vídeo para poder abrir o programa de e-mail.

Finalmente, o iPad não traz entradas para equipamentos USB ou para cartões SD. Por isso, para conectar qualquer periférico o usuário terá que adquirir adaptadores, vendidos separadamente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui