RECORDAR É VIVER: JAQUELINE RORIZ CONCEDEU ENTREVISTA AO BLOG (ANTES DO VÍDEO…)

0
16

Ela concorreu a uma vaga de deputada federal pelo PMN em 2010, e foi eleita. Então deputada distrital, Jaqueline Roriz concedeu entrevista ao Blog do Donny Silva em 11/03/2010, portanto, muito antes da divulgação do vídeo, em 2011, em que ela aparece, em 2006, recebendo dinheiro das mãos de Durval Barbosa, delator do Mensalão do DEM. Em 2006, ela concorreu  para deputada distrital. Quanta “transparência”… Confira:

 

JAQUELINE RORIZ FALA AO BLOG

Semanalmente o blog publicará entrevistas exclusivas com deputados, presidentes de partidos e candidatos a cargos majoritários de diferentes tendências. Abrimos esse espaço com a deputada Jaqueline Roriz (PMN). Conheça aqui  seu perfil e leia a entrevista na íntegra.

Perfil: Jaqueline Maria Roriz é Goiana da Cidade de Luziânia, filha de Joaquim Domingos Roriz e Weslian Peles Roriz, mãe de Rodrigo e Joaquim Neto. Do  pai herdou o gosto pela política e da mãe,  o amor a religião e ao próximo. Uma mulher de garra e determinação, desde muito cedo, desenvolveu um sentimento intenso e apaixonado pela vida, pelas pessoas e pelas questões sociais. Jaqueline , como deputada distrital, luta por essa mesma causa e seu principal objetivo é beneficiar a sociedade. Formada em Pedagogia esta no seu primeiro mandato eletivo, é Presidente da Frente Parlamentar de Juventude, da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Legislativa e é Presidente Regional do Partido da Mobilização Nacional – PMN/DF.

A simpática e carismática Jaqueline Roriz: Alguém duvida de seu potencial político?

 

Perfil: Jaqueline Maria Roriz é Goiana da Cidade de Luziânia, filha de Joaquim Domingos Roriz e Weslian Peles Roriz, mãe de Rodrigo e Joaquim Neto. Do  pai herdou o gosto pela política e da mãe,  o amor a religião e ao próximo. Uma mulher de garra e determinação, desde muito cedo, desenvolveu um sentimento intenso e apaixonado pela vida, pelas pessoas e pelas questões sociais. Jaqueline , como deputada distrital, luta por essa mesma causa e seu principal objetivo é beneficiar a sociedade. Formada em Pedagogia esta no seu primeiro mandato eletivo, é Presidente da Frente Parlamentar de Juventude, da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Legislativa e é Presidente Regional do Partido da Mobilização Nacional – PMN/DF.

1-      Como a senhora vê a crise que se instalou no Distrito Federal?

Essa é uma situação muito complicada. Mesmo fazendo oposição ao governo do Distrito Federal na Câmara Legislativa, fico triste com os fatos desencadeados pela operação Caixa de Pandora, que abalou o cenário político do DF. Aprendi que política se faz com transparência. Sempre me posicionei de maneira clara e vou continuar minha luta por Brasília, porque no final quem sempre sai perdendo é a população do DF.

2-      Que razões levaram a senhora a chamar a deputada Eurides Brito

de ‘cara de pau’?

A deputada Eurides Brito, citada na operação Caixa de Pandora, citou o nome de Joaquim Roriz. A deputada levianamente afirmou aos jornais e no plenário da Câmara Legislativa que o dinheiro que recebeu havia sido a mando de Joaquim Roriz.

Como deputada e, também filha, me vi na obrigação de defender Roriz e esclarecer que na época em que recebeu o dinheiro, Eurides já trabalhava na campanha de José Roberto Arruda, por isso encontrava-se rompida com o governador Joaquim Roriz. Como disse no plenário, espero que ela esclareça os vídeos. As imagens falam por si.

3-      Como a senhora analisa a teoria da intervenção no DF?

Sou totalmente contra a intervenção. Os políticos de Brasília têm a obrigação e competência para conduzir os destinos da Capital. Não queremos ser novamente uma cidade cassada, como disse Tancredo Neves.

4-      Em relação ao pedido de impeachment do governador afastado

José Roberto Arruda, qual será sua postura?

Espero que a justiça seja feita. Um político envolvido em um escândalo como esse, com repercussão nacional, não pode continuar representando a população do DF. Espero que a justiça seja feita e que os envolvidos no suposto esquema de propina sejam punidos.

5-      Como a senhora vê o futuro de Brasília, após os escândalos que

abalaram a capital federal?

Essa crise não foi criada pelos brasilienses. Todos os fatos que vêm acontecendo desde novembro passado envergonharam todos nós. Precisamos buscar aqueles que têm experiência comprovada para conduzir Brasília novamente para o caminho da normalidade e volte a ser a Capital que tanto nos orgulhamos.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui