JUDICIÁRIO Justiça recebe denúncia contra presidente da JBS-Friboi

    0
    11

     

    Ketllyn Fernandes, Jornal Opção

    A Justiça Federal recebeu denúncia do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO) contra  Joesley Mendonça Batista por sonegação de R$ 10 milhões (em valores atualizados) entre janeiro de 1998 e julho de 1999. O acusado, que é irmão do vice-presidente do PSB goiano, José Batista Júnior, o Júnior do Friboi, era sócio majoritário e administrador de um frigorífico em Anápolis. A pena prevista para o crime de sonegação é de dois a cinco anos, mais multa.

    Trata-se do extinto frigorifico Eldorado Indústria e Comércio de Carnes, conhecido como Friboi, do qual Joesley Batista era dono da maior parte das ações. No dia 31 de janeiro de 1998 a sociedade empresarial do frigorifico com Geraldo Batista foi extinta, o que resultou na baixa cadastral da mesma junto à Receita Federal.

    Contudo, conforme narra o MPF, continuaram a ocorrer depósitos em dinheiro nas contas bancárias em nome do frigorifico entre janeiro daquele ano a 30 de setembro de 1999. Segundo a denúncia, ele suprimiu tributos e contribuições sociais devidos à União por meio da omissão de informações às autoridades fazendárias.

    No total, foram sonegados R$ 4.813.928,89 pela falta de recolhimento do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), das contribuições devidas para o Programa de Integração Social (PIS), das Contribuições para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da Contribuição Social.

    Entre os valores depositados estão R$ 12.510.071,54 (em janeiro de 1998) e outros 15 depósitos, com destaque para o penúltimo deles, de R$ 2.864.393,08, em 1999, um ano após a baixa da empresa.  Atualmente, Joesley Batista, de 39 anos, preside a gigante no ramo de holding, a JBS-Friboi.

    *Com informações do MPF-GO

     

    Fonte: Blog do Honorato

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui