Juíza do TJDF não acolhe queixa de Tadeu Filippelli contra Durval Barbosa

0
7

A juíza Elisabeth Amarante Minaré, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, rejeitou queixa de Tadeu Filippelli contra Durval Barbosa, ex-delegado que denunciou os escândalos da Operação Caixa de Pandora. Será que Filippelli, vice da chapa de Agnelo Queiroz, quis desafiar Barbosa? Ou chamou Barbosa de mentiroso?

Na Justiça, Filippelli alegou que “teria sido aviltado (…) a honra em face das palavras alusivas a sua pessoa por diálogo (…) que teria sido gravado em vídeo e divulgado em todo o território nacional. (…) O suposto diálogo teria comportado afirmações inverídicas e atentatórias contra a sua reputação, além de denegrir sua imagem, ao terem debatido sobre uma suposta propina que seria paga pelo governador José Roberto Arruda aos deputados Michel Temer, Henrique Alves, Eduardo Cunha e Tadeu Filippelli (ele próprio)”, conforme trecho de queixa protocolada por Filippelli contra Barbosa.

A  juíza Minaré, do 1º Juizado Especial Criminal, não reconheceu os argumentos de Filippelli e encerrou o caso (processo 2009.01.1.191642-3) com despacho favorável a Barbosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui