LOUCURA NA HABITAÇÃO

0
8

Dá para acreditar que alguém resolva tomar dinheiro de policiais para lhes oferecer lotes do governo? Algum servidor público pode ser tão imprudente, tão burro, tão suicida?

Até isso acontece agora no governo do DF, onde Lexter Sebastião da Silva, de 47 anos, detentor de cargo de confiança na Secretaria de Habitação, foi preso por cobrar suborno de R$ 3 mil de policial militar ou bombeiro beneficiado por lotes no programa habitacional do governo.

Havia até um corretor de imóveis, Fábio Guimarães Nery, envolvido com esse crime. Ambos foram presos na Operação João de Barro, que traz a Secretaria de Habitação para o lamaçal que atingiu Brasília.

Volto a perguntar: como é possível que um ser humano, servidor público, seja tão imbecil ao ponto de extorquir policiais? Será que ele pensava, mesmo, que ficaria impune?

A ação de Lexter revela como andava disseminada no governo do DF a cultura do roubo e do suborno. E também da impunidade. Mas a casa caiu.

O ex-secretário, deputado Paulo Roriz (DEM), mesmo tendo empregado Lexter na sua assessoria, garante que não sabia de nada. E como saiu do governo em outubro, está distante dessa operação de hoje. Resta saber se a Secretaria de Habitação, como um todo, não merece ser investigada. Por onde passa um boi…

FONTE: BLOG DO RIELLA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui