Lulista Patrícia Lelis é alvo do FBI e pode pegar até 20 anos de cadeia nos EUA

Ele declarou ser jornalista, mas nunca foi. Também declarou ter sido estuprada pelo deputado Marco Feliciano, mas a Polícia Civil de São Paulo investigou o caso e chegou à conclusão de que ela descaradamente mentiu.

Ela migrou do conservadorismo à ala mais radical de apoiadores do atual presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva (PT).

Amparada e abraçada pela esquerda lulista, Patrícia Lélis conseguiu fugir para os Estados Unidos, e lá fingiu ser advogada, deu um golpe no valor de US$ 700 mil e virou ré, podendo pegar até 20 anos de cadeia.

O FBI emitiu alerta sobre a busca por Patrícia De Oliveira Souza Lelis Bolin, a Patrícia Lelis.

Cidadã brasileira indiciada por acusações de fraude eletrônica, transações monetárias ilegais e roubo de identidade agravado por supostamente se passar por advogado de imigração para fraudar clientes. A ré, Patrícia De Oliveira Souza Lelis Bolin, não se encontra sob prisão preventiva. Se você tiver informações sobre o paradeiro dela, ligue para o FBI no número 202-278-2000″, diz o comunicado publicado pela Força federal norte-americana.

.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui