MÁ GESTÃO AINDA CAUSA DOR E REVOLTA

0
5

Um grupo de portadores de doenças raras pretende realizar uma manifestação na sexta-feira em frente ao Buriti. A gestão Augusto Carvalho-Arruda acabou com a gerência de nutrição. Sucatearam por completo toda a estrutura e deixaram vários produtos essenciais acabar e não providenciaram licitação.

Agora, os doentes que possuem uma doença chamada que impede o organismo de metabolizar os alimentos como acontece com as demais pessoas estão sem uma fórmula chamada PKU. Sem a fórmula, os fenilcetonúricos acabam desenvolvendo paralisia cerebral irreversível.

No DF são 22 crianças. Um bebê, de 05 meses, para não morrer de fome estava recebendo uma mistura de água, maizena e açúcar. O bebê de 05 meses conseguiu uma lata da fórmula hoje, lata cedida por outros doentes. Não fosse a caridade, o bebê ia acabar morrendo. A secretária de Saúde, Fabíola Nunes, deve entrar em contato com os familiares amanhã. A secretária está fazendo o possível para resolver o problema, mas o caos produzido na saúde em 2009, na gestão Augusto Carvalho, todos os dias ainda produz surpresas desagradáveis.

O esforço da sanitarista Fabíola Nunes é grande, mas se ela não conseguir vencer os problemas criados pela falta de gestão dos secretários de saúde do governo Arruda, 22 enfermos pagarão um preço muito alto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui