Mais médicos

0
7

Brasília receberá 15 médicos brasileiros a partir de setembro

 medicosMaisDF

O secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, participou de reunião com o secretário-adjunto da Secretaria de Gestão de Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde (MS), Fernando Menezes, nesta sexta-feira (23), para acertar a recepção e o acolhimento dos profissionais do Programa Mais Médicos. O DF receberá 15 médicos brasileiros que começarão suas atividades no dia 2 de setembro.

Em videoconferência para todos os estados da federação e Brasília, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, enfatizou a importância da atuação articulada de todos os atores envolvidos para o sucesso da iniciativa. “Agora é uma etapa decisiva, receber bem esses profissionais que aceitaram o desafio de atender a população que mais precisa e dar todas as garantias para que eles atendam bem esses mais de seis milhões de brasileiros que não tinham médico e passam a ter no primeiro mês do programa”, declarou o ministro.

Os médicos brasileiros começam a atuar nos municípios no dia 2 de setembro. Os estrangeiros chegam ao Brasil nos dias 24 e 25 de agosto e se concentram, inicialmente, em oito capitais – Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza.

Nessas cidades, participarão por três semanas (de 26 de agosto a 13 de setembro) de aulas e avaliações sobre saúde pública brasileira e língua portuguesa. Após aprovação nesta etapa, os médicos estrangeiros iniciam suas atividades nos municípios a partir do dia 16 de setembro.

No DF, os médicos atuarão nas equipes da Estratégia de Saúde da Família em sete Regionais de Saúde: Brazlândia, Ceilândia, Gama, Santa Maria, Samambaia, Recanto das Emas e Riacho Fundo.

“Nossa expectativa era de 97 profissionais. Nessa primeira etapa serão 15 e serão muito bem-vindos. Acredito que outros virão na segunda fase, pois Brasília é um mercado que tende a atrair esses profissionais”, comenta o secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa.

O Programa

Lançado em julho deste ano, o programa Mais Médicos vai levar 1.340 profissionais para 516 municípios em todo o país nesta primeira etapa. Os médicos do programa atuarão, por três anos, nas unidades básicas de saúde, recebendo bolsa mensal de R$ 10 mil custeada pelo MS.

 

Os profissionais atuarão em Brazlândia, Cailândia, Gama, Santa Maria, Samambaia, Recanto das Emas e Riacho Fundo.

 

O DF receberá, por cada médico, R$ 4 mil do Governo Federal para arcar com despesas como moradia, alimentação e previdência social.

 

Embora o DF não receba estrangeiros nesta primeira etapa do programa, a Universidade de Brasília (UnB) participará da acolhida a 215 diplomados no exterior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui