MAIS
    HomeNotasMalafaia chama Moraes de ditador

    Malafaia chama Moraes de ditador

    Milhares de evangélicos compareceram neste sábado (19) à Marcha para Jesus, evento realizado na região central do Rio de Janeiro

    Um dos preletores, o Pastor Silas Malafaia chamou Moraes de “ditador” e se referiu aos demais ministros integrantes do tribunal como “omissos” durante seu discurso.

    “Nós estamos vivendo no Brasil uma ditadura da toga, do ditador Alexandre de Moraes. Eu não tenho medo desse cara. O que esse cara está fazendo nos últimos dois anos, cerceando redes sociais de brasileiros, botando gente na cadeia, quando ele não podia nem tocar porque não pertence à alçada dele”, disse para a multidão.

    O pastor ainda defendeu presos suspeitos por participação nos atos de 8 de janeiro desse ano e também acusou Moraes de conluio com o atual governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Senhor ditador da toga Alexandre de Moraes, a sua casa ainda vai cair. E eu vou dar as hipóteses: ou vai cair pela mão de Deus, ou vai cair porque o Senado vai tomar vergonha na cara, ou vai cair porque o povo é o supremo poder de uma nação. E o povo fazendo pressão na sociedade ninguém aguenta. É um desses motivos. Esse cara vai cair”, discursou aos fiéis.

    A Marcha para Jesus teve início às 14h deste sábado, num percurso que se estendia da Avenida Presidente Vargas até a Praça da Apoteose, no centro da capital fluminense. O tema escolhido para o encontro deste ano foi “Liberdade de expressão”.

    “Nunca diga que vocês não receberam um alerta. Tentaram aprovar no Congresso Nacional e na Câmara projeto deste governo, com a conversa de fake news, tentaram aprovar o cerceamento da liberdade de expressão garantida pela Constituição que cada um de nós temos. Na última hora o relator comunista, com medo de sofrer uma derrota, retirou o projeto de pauta. Agora o que você tem que entender é o seguinte, meu irmão, ao cercear a sua liberdade de expressão, é a porta de entrada para cercear a sua liberdade religiosa. Porque se eu não posso expressar o que eu penso sobre qualquer coisa, também não posso expressar o que eu penso sobre religião, sobre meus dogmas, minhas convicções”, pregou para os fiéis.

    Em janeiro deste ano, o Movimento Advogados de Direita apresentou uma carta, com mais de 5 mil assinaturas, com fortes argumentos contra a reeleição de Rodrigo Pacheco como presidente do Senado, acusado de ser omisso diante dos excessos protagonizados pelo Judiciário.

    Dentre os documentos apresentados, se destacam a omissão de Pacheco diante de decisões do Judiciário contra o Legislativo e o Executivo. “Um mal que julgamos quase irreversível, posto que permitiu que aqueles que deveriam guardar o cumprimento de nossa Carta Magna a vilipendiassem diuturnamente”, consta no documento, que também afirma que o Brasil vive um “Estado de exceção” diante da inoperância e omissão do atual presidente do Senado.

    Malafaia está certo quando afirma que cabe ao Senado impor limites e barrar atos que afrontam a segurança jurídica e a Constituição Federal do Brasil.

    Não há mais respeito pela Constituição do Brasil.

     

     

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Deve ler

    spot_img