Mesa Diretora da CLDF insinua contratação do CEBRASPE, alvo de várias denúncias

0
24

Segundo informações do presidente da Comissão do Concurso da CLDF, Inaldo José de Oliveira, a contratação do Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos) para organizar o certame é praticamente certa.

Como será uma contratação que não gerará custos para a Câmara Legislativa, o organizador  poderá contratar  diretamente, ou seja, sem a necessidade de licitar.

O presidente da Comissão do Concurso da CLDF, também é atleta.
O presidente da Comissão do Concurso da CLDF, Inaldo Oliveira, também é atleta.

 

 

 

 

 

 

 

Os integrantes são os servidores Inaldo José de Oliveira (advogado e atleta) , Maria Eugenia Gruber, Josué Alves da Silva, Paulo Cesar da Silva Rego, Jonhson Mesquita Oliveira e Silvia Maria de Paula e Souza.

Segundo informações, sem alarde o presidente da CLDF, Joe Vale (PDT) deverá assinar o contrato com o Cebraspe nesta quarta-feira (15). O Cebraspe é alvo de denúncias em Goiás, Pernambuco e DF.

O Ministério Público de Pernambuco pediu a anulação da prova de avaliação psicológica aplicada no concurso público da Polícia Civil e Científica, e a Secretaria de Defesa Social informou, nesta segunda-feira (13), que vai acatar a recomendação e fará novos exames para o preenchimento das 966 vagas disponíveis.

O certame foi organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e, entre as denúncias apontadas pelo MPPE, foram identificados até mesmo cartões de respostas já preenchidos durante a realização do psicotécnico.

Diante de tantos escândalos envolvendo distritais da Mesa Diretora, definitivamente este não é momento adequado para fazer concurso. Melhor fazer em julho após a poeira baixar na CLDF.

Aliás, de quem foi mesmo a ideia de contratar o Cebraspe?

 

Cargos vagos atualizado do concurso CLDF

Atualmente o órgão conta com 406 cargos vagos em sua estrutura. A carreira com maior deficit é a de Técnico Legislativo, de nível médio, com 169 posições ociosas,  seguida da de Consultor Técnico Legislativo, de nível superior em diversas áreas, com 115 cargos abertos. Para a função de Técnico, as especialidades com maior quantitativo de posições abertas são a de Técnico Legislativo, sem especialidade, e de Agente de Polícia Legislativa, com 85 e 48 cargos vagos atualmente.

Mas há vacâncias para as funções de Técnico de Enfermagem, Secretário e outras. Já as funções técnicas de nível superior abertas são para as especialidades de Administrador, com 24 cargos vagos, Analista de Sistema (9), Arquivista (5), Bibliotecário (5), Economista (5), Enfermeiro (4), Médico (3), Odontologista (2), Pedagogo (2), Psicólogo (6), Taquígrafo Especialista (17), para qualquer nível superior, Téc. Com. Social/ Jornalismo (10), Revisor de Texto (8), Inspetor de Polícia Legislativa (2), e diversos outros.

Há ainda 17 cargos abertos para a função de Procurador Legislativo, e mais 30 de Consultor Legislativo para qualquer graduação, ou seja, sem especificação de área.

 

 

Fonte: Donny Silva