MAIS
    HomeNotasMetrô-DF volta a funcionar após atos de vandalismo

    Metrô-DF volta a funcionar após atos de vandalismo

    A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal informa que o sistema foi restabelecido ontem por volta de 13h15 e já voltou a operar. Todas as estações foram reabertas.

    A circulação de trens foi totalmente interrompida e as estações fechadas na manhã desta terça (28), no início da operação, depois de perda de sinalização, causada por rompimento de cabos de fibra ótica, decorrente de atos de vandalismo. Também houve furto de cabos de energia.

    Tão logo foi identificado o problema de sinalização as equipes de Manutenção e Tecnologia foram acionadas para fazer a varredura do sistema e identificar as causas do problema, que prejudicaram 135 mil pessoas, média de passageiros que circula no Metrô-DF em dias úteis.

    Foi elaborada uma estratégia para restabelecimento do sistema e reparo das fibras rompidas para que os trens voltassem a circular o mais brevemente possível. Diversas equipes foram mobilizadas – dos setores de manutenção, tecnologia, energia e segurança.

    A Secretaria de Mobilidade foi informada e, de imediato, determinou o reforço de linhas de ônibus. A Polícia Civil também foi acionada e já adotou providências, incluindo a perícia do local.

    O presidente do Metrô-DF, Handerson Cabral, informa que, em relação a ocorrências de vandalismo, em especial furtos e rompimento de cabos, a Companhia tem tomado uma série de providências nos últimos meses.

    “Nos últimos meses, intensificamos as rondas na parte interna e externa do sistema, a pé e por meio de viaturas; houve reforço do quadro de vigilância patrimonial; ações de roça e capina e melhorias na iluminação na via para melhorar a visualização durante as rondas preventivas e também a instalação de concertinas para inibir a entrada de pessoas estranhas ao sistema”, enumera.

    Estão sendo instalados 60 mil metros de concertinas ao longo de todo o trecho (50 mil já instalados) e 16 mil metros de grades metálicas (14 mil metros já instalados).

    Além disso, o Metrô-DF tem atuado em parceria com os órgãos de segurança pública para inibir furtos e roubos no sistema.

    Vandalismo ocorre em todo os sistemas

     

    A Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) informa que o vandalismo afeta a prestação do serviço de transporte, atingindo os mais de 6 milhões de passageiros que utilizam os sistemas metroferroviários diariamente, com as paralisações da circulação de trens, redução de velocidade operacional e interrupção do serviço para a restauração do material deteriorado.

    Em 2021, os sistemas de transporte de passageiros sobre trilhos de todo o País registraram 3.864 ocorrências, que geraram R$ 14,5 milhões de impacto financeiro estimado, fora o impacto operacional e para a população.

    Os casos de vandalismo e furto de cabos e fios tem se mostrado um problema crescente nos sistemas metroferroviários nos últimos anos. Em 2021, entretanto, o número de casos aumentou muito, superando em quase 3 vezes (ou 300%) aqueles ocorridos em 2020.

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Deve ler

    spot_img