‘MINHA CASA, MINHA VIDA’

    0
    8
    Economia

    Preço máximo para imóveis do ‘Minha Casa, Minha Vida’

     

    Nas regiões metropolitanas de SP, Rio e Distrito Federal, preço máximo dos imóveis enquadrados no programa passou de R$ 130 mil para R$ 170 mil

    Estadão.com

    O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) decidiu elevar nesta quarta-feira, 2, o preço máximo dos imóveis enquadrados no programa “Minha Casa, Minha Vida”.

    O teto para imóveis localizados nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal passou de R$ 130 mil para R$ 170 mil, informou a assessoria do Ministério do Trabalho e Emprego, após reunião do Conselho, em Brasília.

    Nas demais capitais, o valor máximo do imóvel dentro do programa foi elevado de R$ 100 mil para R$ 150 mil.

    Para municípios com população a partir de 250 mil habitantes ou integrantes de regiões metropolitanas, o valor máximo passará de R$ 80 mil para R$ 130 mil.

    Outra mudança acertada foi a elevação do valor máximo para cidades com população a partir de 50 mil habitantes, de R$ 80 mil para R$ 100 mil. Para os demais municípios, o valor segue em R$ 80 mil.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui