Ministério Público Federal de olho na gestão de João Gomes em Anápolis

0
21

O Ministério Público Federal, através da Procuradoria da República em Anápolis, abriu o Inquérito Civil número 1.18.001.000244/2016-68 para apurar, considerando as circunstâncias objetivas e subjetivas de possíveis pagamentos irregulares  envolvendo o Bolsa Família, no período de 2013 até maio de 2016, considerando  a condição econômica-financeira dos beneficiários.

mpfanapolis

 

 

 

 

 

 

 

 

Tendo em vista que  o projeto Raio-X Bolsa Família, patrocinado pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal, identificou, a partir de ferramenta de inteligência desenvolvida pela própria instituição, grupos de beneficiários com indicativos de renda incompatíveis com o perfil de pobreza ou extrema pobreza exigido pelas normas do programa Bolsa Família para a concessão do benefício, o Ministério Público Federal determinou, em 16 de agosto de 2016,  o Despacho de Autuação para a devida apuração dos fatos.

O prefeito petista João Batista Gomes Pinto, candidato à reeleição, tem muito o que explicar ao Ministério Público Federal, e está definitivamente distante de conseguir se manter no comando da Prefeitura de Anápolis.

João Gomes (PT) e o Procurador Geral do Município, Edmar Silva, também são réus no Processo 2015047105677. A Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa foi movida pelo Ministério Público Estadual. O valor da ação é de R$ 3.211.387,00.

O povo se cansou de ver políticos do PT envolvidos em denúncias e a renovação em Anápolis será muito bem-vinda.

 

 

Fonte: Donny Silva

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui