Morre Luiz Antônio Paro, pai da deputada Paula Belmonte

Pelas redes sociais, a deputada distrital lamentou a morte do pai, Luiz Antônio Paro,  na noite desta terça-feira (12), vítima de um infarto fulminante, aos 78 anos . “Meu coração hoje dói, mas sei que Deus vai nos fortalecer neste momento”.

“Meus pais estariam comemorando 54 anos de casamento este ano, depois de sete anos de namoro, sendo ele o único namorado da minha mãe deste seus 14 anos de idade. Construíram uma família, 4 filhos, 14 netos. Um homem que fazia questão de ser o provedor da família, pagar suas contas em dia, falava que o certo era certo e errado era errado, nunca foi muito da psicologia moderna e de passar mão na cabeça de filhos. Sempre foi um exemplo de firmeza em nossa família, um exemplo para nós de trabalho, responsabilidade e lealdade. Aos 78 anos se emocionava em falar do Brasil, tinha receio da transformação de valores, ele e minha mãe foram em todas as passeatas de verde e amarelo, falava que não defendia nomes mas princípios e valores por isso que estavam lutando, para o futuro dos netos.
Este final de semana, fizeram questão de pegar meus filhos menores para passarem o final de semana com eles. Na casa do vovô e da vovó pode pão com Nutella a noite, andar no parque Burle Marx sem se preocupar com a hora do almoço. Ele estava bem, saudável. No domingo quando deixaram as crianças em casa, conversamos da importância dos casais se manterem juntos, mesmo em algumas dificuldades, os traumas de uma separação para as crianças e para as famílias. Tinha uma personalidade reservada, até tímida, mas firme em suas honrosas convicções, exemplos e valores. Já estamos sentindo muita falta. Mas tenha certeza que faremos o possível para ensinar nossos filhos e netos o que tivemos o exemplo dentro da nossa casa.
Honrar pai e mãe.
Ele foi praticamente sem dor, ataque fulminante cardíaco, achando que era uma dor nas costas, sendo massageado pela mulher que mais amava no mundo, minha mãe.
Deus o abençoe.
Te amamos e honraremos.
Aqui o meu desejo para que cada dia fazermos o melhor como se não houvesse o amanhã.
Agradeço de coração todas as orações, mensagens de carinho.
Deus conforte a todos!”
O velório será nesta quinta-feira (14) a partir das 11 horas na Capela 6 no Cemitério Campo da Esperança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui