Motoboys se levantam em manifestação contra Lula

Descontentes com o Governo Federal que praticamente elimina milhões de empregos com propostas mirabolantes e fora do contexto democrático e econômico mundial, motoboys de várias partes do Brasil foram às ruas nesta segunda-feira (25) manifestar seu descontentamento em relação à sugestão do governo esquerdista de regular serviços por meio de aplicativos. Os motoboys demonstraram claramente sua oposição ao governo Lula.

O protesto contra o Projeto de Lei (PL) que regulamenta a profissão da categoria, assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 4 de março, levou dezenas de motociclistas, que se concentraram na Praça do Papa, até a porta da Assembleia Legislativa, no Bairro Santo Agostinho, Centro-Sul de BH, e na Praça Sete, no Centro.

O protesto se espalhou por várias capitais, incluindo Belo Horizonte (MG) e João Pessoa (PB). Paralelamente, a proposta apresentada pelo governo esquerdista lulista continua sugerindo ações como “remuneração mínima” e “contribuição previdenciária” para os condutores de serviços de aplicativos, como Uber e 99.

Os motoboys em Minas Gerais foram enfáticos em suas críticas ao presidente Lula, referindo-se a ele como ‘ladrão’ e pedindo sua prisão. Eles ameaçam paralisar suas atividades por tempo indeterminado se a proposta for aprovada e colocada em prática pelo governo esquerdista.

O Brasil caminha rapidamente para uma greve geral contra as arbitrariedades do governo do PT.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui