Mulher caminha dez horas por Nova York e recebe mais de cem assédios verbais

0
8

Filmado e realizado pela ONG Hollaback, experimento exemplifica as intimidações sofridas por mulheres nas ruas
POR O GLOBO
cantadaNY

 

 

 

 

Dez horas de caminhada: cem cantadas – Reprodução
RIO — Uma caminhada de dez horas pelas ruas de Nova York e mais de cem assédios verbais durante o passeio. Esse foi o resultado de um experimento realizado pela Hollaback, uma ONG americana que tem como objetivo inibir os casos de intimidação e assédio verbal sofridos por mulheres nas ruas.

VEJA TAMBÉM
Pesquisa revela que 25% das mulheres entre 18 e 24 anos já sofreram assédio sexual na internet
Crítica feminista de videogames cancela palestra após ameaça de tiroteio em massa
Assédio e ameaças contra mulheres são negligenciados por redes sociais
No experimento, realizado em agosto, a modelo Shoshana B. Roberts caminhou pelas ruas de Manhattan por cerca de dez horas, vestida com uma calça jeans e uma blusa sem decote, enquanto o diretor Rob Bliss — que sugeriu a experiência à ONG — caminhava à sua frente, com uma câmera escondida em sua mochila.

O registro foi então compilado em um vídeo de quase 2 minutos, mostrando algumas das situações de assédio enfrentadas por Roberts durante o passeio.

Em um determinado momento do vídeo, um homem passa a caminhar ao lado de Roberts por cerca de cinco minutos ininterruptos.


“Mais de cem situações de assédio verbal nas ruas aconteceram dentro das dez horas, envolvendo pessoas de todas as origens. Isso não inclui as incontáveis piscadas, assovios etc”, afirmou a ONG ao final do vídeo.

No site da Hollaback (em inglês) é possível encontrar redes de apoio e orientações para mulheres sobre como lidar com o assédio e a intimidação verbal nas ruas.

Read more: http://oglobo.globo.com/sociedade/sexo/mulher-caminha-dez-horas-por-nova-york-recebe-mais-de-cem-assedios-verbais-14389733#ixzz3HTqQ8SPY

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui