NA GEAP, A FADA DOS DENTES NÃO DEIXA DINHEIRINHO EMBAIXO DO TRAVESSEIRO; ELA LEVA TUDO MESMO…

0
393

Não tem jeito! A gente até tenta, mas é difícil ver o sofrimento dos servidores beneficiários da GEAP e ficar calado.

Mas vamos falar do verdadeiro conto de fadas que ocorre com a saúde bucal na GEAP. É de se assustar quando se descobre o que acontece, e pior ainda é descobrir que o plano de saúde dos servidores públicos é um “The Walking Dead” petista, onde os zumbis não aterrorizam e nem comem cabeça, apenas assombram os cofres e roem os ossos do moribundo plano que eles ajudaram a destruir.

 

 

 

 

 

 

 

Mas vamos ao conto de fadas, mais especificamente da Fada dos Dentes da GEAP:

Era uma vez uma empresa chamada Prodent (CNPJ: 61.590.816/0003-79) cujo dono,  o Sr. Mauricio Camisotti (que ao que dizem está circulando atualmente pela Casa Civil, visitando pessoas que não saem da mídia, além de alguns escritórios na nossa capital federal nessas últimas duas semanas, sendo recebido por pessoas do primeiro escalão do governo, que nomearemos oportunamente),  vivia feliz a reinar na GEAP desde o ano de 2014, ano em que prestou serviços que deviam ser mais que excelentes lá, pois em 3 meses o valor de seu contrato pulou, saltitante, de R$ 6.000.000,00 (seis milhões de reais) para R$ 18.000.000,00 (dezoito milhões de reais), isso mesmo:  triplicou em apenas três meses!

Claro que isso chamou a atenção das pessoas pois ficou muito estranho. Foi aí que uma pequenina empresa da Vila Olímpia em São Paulo começava a crescer, espantosamente a ponto de engolir a Prodent em uma transação financeira demonstrada na página 9 do relatório da auditoria independente, de responsabilidade da Prime Global, no mês de Dezembro de 2018.  Essa era a famosa PREVIDENT (CNPJ: 56.269.913/0002-43) e seu proprietário José Hermicesar Brilhante Palmeira, uma potência contratual da GEAP, hoje faturando cerca de R$ 11.000.000,00 (onze milhões de reais) por mês, isso mesmo! A cada 30 dias, 10 números  mágicos entram na conta da PREVIDENT.

Mas não pensem que estamos falando de pessoas bobas, pois eles eram muito espertos e sabiam que migrar toda a carteira para uma única empresa chamaria atenção também, e então resolveram dividir o bolo com a BRAZIL DENTAL (CNPJ: 14.838.567/0001-46), cujos sócios são: Selma Gonçalves de Campos Palmeira, esposa do José Hermicesar e Ademir Fatric Bacic, Ex-Coordenador Nacional de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, nomeado no apagar das luzes do governo Dilma, aquela do dia do cachorrinho atrás das crianças, ou do estoque de vento.

E assim formou-se o triângulo amoroso, PREVIDENT / BRAZIL DENTAL, marido e mulher e, como sempre enfiado no meio das entranhas do governo, um petista, e no conto da Fada do Dente da GEAP não poderia ser diferente. Como todo conto de Fadas, eles seguem vivendo felizes, esperamos que não para sempre, mamando nas minguantes tetas da GEAP.

General Ricardo Figueiredo, estamos de olho e estávamos confiantes de que as coisas iriam mudar, após suas ameaças e reclamações, e resolvemos aguardar e ver quais seriam suas ações para a melhoria do plano e então? NAAAADAAA!!!!

 

 

 

 

 

General Ricardo Figueiredo, presidente da GEAP, por favor nos responda, e nos permita entender:
1- Por quê outras empresas, que inclusive trabalhavam para reduzir custos, receberam notificação de cancelamento de contrato e já caíram fora e surpreendentemente só essa não?
2- Qual o serviço relevante e fundamental que este “triângulo” presta para os servidores públicos do País, e se realmente é necessária sua manutenção?
3- Vale a pena se esconder defendendo, talvez um “Queiroz” da saúde bucal?
4- Sua resposta será mais um processo ou ameaça e dessa vez saberemos mesmo sua opinião?

Aliás, antes me explique: devo perguntar ao senhor mesmo ou ao presidente de fato, o Sr. Scott?

Sr Scott. É esse o verdadeiro presidente da Geap. Alguém duvida?

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui