Na Varanda, por Edson Sombra

    0
    10
    Dando coice até nos sonhos

     

     

    Parece que com a aproximação das eleições do próximo ano os nervos de alguns políticos do DF começam a aflorar. O temor de enfrentar as urnas tem deixado com os nervos a flor da pele alguns deles, principalmente um que não está conseguindo ver concretizado seu sonho de comandar as emendas direcionadas ao DF. Pelo jeito, isso ainda vai dá bode.
    E haja falta de vontade. Ou é Medo?
    O cargo de corregedor da CLDF deveria ser disputado à tapas naquela casa. Num ano pré-eleitoral, quem ocupar a vaga estará na mídia todos os dias, e ainda terá a oportunidade de descobrir se são verdadeiras as fábulas contadas nos corredores e salões daquela casa. Em tempos de faxina na política brasileira, o novo corregedor poderia se sair como o grande moralizador do nosso legislativo, com o prestígio em alta com a população. O parlamentar corajoso, não terá que gastar tanto dinheiro para se reeleger. …

    Pra lá de Bagdá
    Ninguém sabe informar onde foi parar um lote de móveis e computadores novinhos que estava guardado em uma secretaria. Simplesmente eles sumiram, e pra piorar, o ex-ocupante do cargo de secretario anda preocupado com uma profunda dor de cabeça que o acometeu coincidentemente desde que ocupou o cargo que pensava ser seu. Amigos próximos dizem que a cabeceira de sua cama mais parece uma farmácia, de tanto remédio.

    Quebrou a Cara, pela segunda vez 
    Quem apostou na queda do atual diretor da PCDF, vai adiar a comemoração. A aposta era de que ele não completaria um ano na direção geral. Irritados com a espera em ocupar o posto, já tem gente pensando em se aposentar. É, pelo jeito os tempos mudaram, e o que era o sonho de alguns virou pesadelo.
    Fonte sim, mas de interesses pessoais 
    Travestido de “fonte” um personagem graduado do Executivo local vive vazando documentos para blogs e redações. O engomadinho só não fala do seu interesse em tirar do cargo o seu superior. Talvez esteja pensando que ninguém sabe de seus movimentos. Pelo jeito que andam as coisas, sei não…  Vai acabar tendo que desocupar a cadeira, voltar para seu órgão de origem e de lá comandar seus “negócios”.
    Óleo de peroba faz um bem… 
    Acometida de um profundo lapso de memória, uma conhecida figura do meio político do DF que foi defenestrada do mandato, agora anda ministrando aulas de ética a integrantes de um grande partido no DF. Dia desses, ao adentrar a sala de aula, causou espanto a todos, e a pergunta ficou no ar… “É ela”?

     

    Por Edson Sombra

     

    Fonte: Blog do Sombra

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui