No DF: Deputado vota contra o aumento de impostos distritais

0
9

chicoleite:2014
O Distrito Federal precisa de mais sorte. Depois da ‘Caixa de Pandora’ a população arcou com os custos. Agora, com a irresponsabilidade fiscal da gestão Agnelo, o atual governo responde com aumento de impostos

O deputado distrital defendeu um amplo debate com a sociedade antes da votação do projeto que aumenta impostos e cobrou a responsabilização dos gestores pela crise nas contas do governo.

A primeira reunião do ano da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa na terça-feira (10) foi marcada pela discussão dos projetos de lei do Poder Executivo que visam aumentar impostos e antecipar, via operação de crédito, a receita orçamentária do GDF. …

Único integrante do colegiado a votar contra o projeto de aumento do IPVA, ITBI e ICMS o deputado Chico Leite classificou como um erro a aprovação das medidas sem que antes seja feito um amplo debate com a sociedade em audiências públicas, além de cobrar a punição dos responsáveis pelo déficit orçamentário no Governo do Distrito Federal.

Na avaliação de Chico Leite, a Câmara Legislativa precisa fazer uma ampla reflexão para que sejam responsabilizados e punidos aqueles que de fato são os responsáveis pela atual situação de desequilíbrio orçamentário e fiscal. “O Distrito Federal precisa de mais sorte. Depois da ‘Caixa de Pandora’ a população arcou com os custos. Agora, com a irresponsabilidade fiscal da gestão Agnelo, o atual governo responde com aumento de impostos. A população não pode ser novamente punida, arcando com os custos deste desequilíbrio,” defendeu.

Após a reunião da CCJ, o debate seguiu no Plenário da Casa. Mais uma vez, Chico Leite defendeu que antes da aprovação o Legislativo deveria promover o debate com a sociedade como forma de se buscar alternativas ao aumento de impostos. “Precisamos deixar claro para a sociedade qual é o real estado das contas públicas antes de querer repassar a ela os custos de forma imediata,” ressaltou o parlamentar.

O deputado foi o primeiro a votar contrário ao pacote fiscal do GDF, tendo sido seguido por outros quatro parlamentares. A matéria terminou aprovada por 12 votos favoráveis, cinco contrários e sete ausências.

 
Fonte: Por Chico Leite, deputado distrital

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui